icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/04/2014
14:40

"Quem apito o jogo é o juiz". A frase é uma conclusão quase óbvia, mas mostrou que Rodrigo não ficou muito feliz com a declaração do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, que, após o primeiro confronto entre Vasco e Flamengo, pela final do Campeonato Carioca, afirmou que o "zagueiro do Vasco estava apitando o jogo".

- Estou sabendo agora (das declarações do Bandeira). Mas não teve isso. Quem apita o jogo é o juiz. É ele quem tem o apito na mão - disse.

O camisa 3 também comentou sobre a polêmica em que o árbitro Marcelo de Lima Henrique se envolveu, quando a esposa publicou em uma rede social que o "o vice já é certo"

- (Ela) Colocou o marido dela alvo de tudo isso. Para a gente, não mudou muita coisa. Árbitro não toca na bola, mas também pode errar. Torço para que nesse jogo agora, que vale o título, isso não atrapalhe ele, essa mídia em cima dele. Às vezes pega um jogador como destaque da final e às vezes tem o árbitro. Acredito que o Marcelo, com a bagagem que tem, consiga tirar isso de letra - disse.

L!TV:
> Zagueiro garante que Vasco aprendeu a jogar sob pressão
> Vascaínos fazem camisa do León para zoar eliminação do Fla

Após a partida do último domingo, Eduardo Bandeira de Mello concedeu uma entrevista coletiva e acusou a arbitragem de erros que prejudicaram o rubro-negro.

- O fato estranho é que o jogo foi apitado pelo zagueiro do Vasco. Espero que o segundo jogo, um juiz da federação apite Agora não dá para entender esta pressão descabida, pois o Flamengo foi prejudicado - garantiu, minutos depois da partida.

Rodrigo foi o autor do gol do Vasco no primeiro jogo da final, ainda no primeiro tempo. Paulinho, na etapa final, empatou no Maracanã.

Rodrigo garante que Vasco está com a cabeça boa para a final