icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/12/2013
10:37

Em um ano que o Fluminense conviveu com muitos altos e baixos, terminou da pior maneira possível: com o rebaixamento do Tricolor para a Seguda Divisão do Campeonato Brasileiro. Um dos responsáveis pelo planejamento, que passa desde a montagem do elenco até a logística diária do clube, o diretor executivo de futebol do Flu, Rodrigo Caetano, lamentou a série de problemas que assolaram o Tricolor em 2013.

- Nós tivemos um 2013 com muitos problemas. Nós trouxemos jogadores com custo zero, atletas emprestados, porque só podíamos fazer isso. Precisamos ter responsabilidade e não gerar novas dívidas. Tentamos fazer um ano com responsabilidade e fomos penalizados - disse Rodrigo Caetano, à Rádio Tupi.

O dirigente aproveitou, ainda, para se defender das críticas que sofreu sobre a possível falta de investimentos na equipe, que ao longo do ano perdeu peças importantes como Thiago Neves e Wellington Nem, além da aposentadoria do meia Deco.

- Muitas vezes fomos acusados de não investir. Apesar das saídas de dois atletas (Thiago Neves e Wellington Nem), o elenco do Fluminense era para brigar pela parte de cima da tabela. Muitos jogadores se machucaram e isso também acabou prejudicando o rendimento do time. Nós temos um diagnóstico daquilo que aconteceu e vamos projetar 2014 de uma forma diferente - analisou o dirigente.