icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/12/2013
20:34

Fluminense ou Vasco. Um dos dois jogará a Série B em 2014, fazendo com que a Segunda Divisão nacional tenha um grande time carioca no ano da Copa do Mundo no Brasil. Essa situação concretizou-se neste fim de semana, com os resultados da penúltima rodada do Brasileirão. Quatro resultados foram determinantes para que o quadro se estabelecesse: o empate por 2 a 2 do Flu com o Galo, no Maracanã, o triunfo do Bahia sobre o campeão Cruzeiro por 2 a 1, no Mineirão, a vitória do Coritiba diante do Botafogo por 2 a 1, no Couto Pereira, e o 1 a 0 que o Criciúma impôs ao São Paulo, no Heriberto Hülse.

Com esses placares, mesmo com a vitória por 2 a 0 do Vasco sobre o rebaixado Náutico, no Maracanã, os dois rivais do Rio de Janeiro estão agora na zona do rebaixamento. E a salvação de um implicará na queda do outro. O Fluminense, em 18º com 43 pontos, só pode ultrapassar na tabela Vasco (17º com 44) e Coritiba (16º com 45). Isso significa que se conseguir, necessariamente o Vasco cairá. O time tricolor precisa, além de superar o Bahia, que já está livre do descenso, na Arena Fonte Nova, contar que o Coxa não derrote o São Paulo em Itu (em caso de empate poderá ter vantagem no saldo de gols) e o Vasco não supere o Atlético-PR em Joinville.

Vasco vence o Náutico mas continua na degola

Nem Fluminense nem Vasco dependem apenas de si para jogar a elite no ano que vem. Seja para tricolores ou cruz-maltinos, a queda não será inédita. Os dois já disputaram uma vez cada a  Segunda Divisão (Fluminense em 1998 e o Vasco em 2009). O Flu ainda disputou a Série C em 1999.

O QUE PRECISAM OS RIVAIS

Fluminense

Em 18º lugar com 43 pontos, o Fluminense precisará derrotar o Bahia na Arena Fonte e torcer para que o Vasco não triunfe diante do Atlético-PR, em Joinville, e o Coritiba não passe pelo São Paulo, em Itu. Somente essa tripla combinação evitará a queda tricolor.

Vasco

Em 17º lugar, com 44 pontos, o Vasco tem um desafio um pouco menos complicado que o Flu. O time tem que derrotar o Atlético-PR, em Joinville, e torcer para que ou Coritiba não supere o São Paulo, em Itu, ou o Criciúma seja derrotado pelo Botafogo, no Rio de Janeiro.

Fluminense empata com Atlético-MG e fica em situação delicada