icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2013
18:35

Não bastou ao paulista Alexandre Rocha jogar sua melhor volta do ano tanto no PGA Tour como em seu circuito de acesso. Ao final do Midwest Classic, encerrado neste domingo, no Kansas, o profissional caiu uma posição no ranking do Web.com Tour. Agora, ele ocupa o 24º lugar.

Dentre os feitos do golfista no último dia disputa, foram sete birdies, numa volta sem bogeys. Ele jogou 274 tacadas ao todo (73-68-69-64), dez abaixo do par, e obteve até mesmo um salto de 31 posições. Antes, sua melhor volta havia sido 65, obtida no Air Capital Classic, em junho, quando ele terminou em 11º.

Porém, o profissional não conseguiu superar Jamie Lovemark, que jogou quatro voltas abaixo de 70 para somar 266, 18 abaixo, e subir 60 colocações, até chegar em 14º no ranking.

A boa notícia é que Rocha segue na zona de acesso à próxima temporada do circuito profissional, já que os 25 mais bem colocados ganham cartão integral.  

Outro brasileiro que marcou presença em Kansas foi Fernando Mechereffe, 145º do ranking, com US$ 16,3 mil ganhos. Ele disputa a temporada com um cartão condicional do Web.com Tour, mas não conseguiu superar o corte, com voltas de 72 e 73 tacadas. Rocha, por sua vez, acumula US$ 115 mil.

O torneio paga ao todo US$ 600 mil em prêmios, sendo US$ 108 mil para o campeão.

Não bastou ao paulista Alexandre Rocha jogar sua melhor volta do ano tanto no PGA Tour como em seu circuito de acesso. Ao final do Midwest Classic, encerrado neste domingo, no Kansas, o profissional caiu uma posição no ranking do Web.com Tour. Agora, ele ocupa o 24º lugar.

Dentre os feitos do golfista no último dia disputa, foram sete birdies, numa volta sem bogeys. Ele jogou 274 tacadas ao todo (73-68-69-64), dez abaixo do par, e obteve até mesmo um salto de 31 posições. Antes, sua melhor volta havia sido 65, obtida no Air Capital Classic, em junho, quando ele terminou em 11º.

Porém, o profissional não conseguiu superar Jamie Lovemark, que jogou quatro voltas abaixo de 70 para somar 266, 18 abaixo, e subir 60 colocações, até chegar em 14º no ranking.

A boa notícia é que Rocha segue na zona de acesso à próxima temporada do circuito profissional, já que os 25 mais bem colocados ganham cartão integral.  

Outro brasileiro que marcou presença em Kansas foi Fernando Mechereffe, 145º do ranking, com US$ 16,3 mil ganhos. Ele disputa a temporada com um cartão condicional do Web.com Tour, mas não conseguiu superar o corte, com voltas de 72 e 73 tacadas. Rocha, por sua vez, acumula US$ 115 mil.

O torneio paga ao todo US$ 600 mil em prêmios, sendo US$ 108 mil para o campeão.