icons.title signature.placeholder Jonas Moura
08/04/2014
08:04

Armas de Vôlei Amil e Unilever na semifinal da Superliga Feminina, que começa nesta terça-feira, as ponteiras Natália e Gabi guardam uma grande amizade da temporada passada, quando defenderam a equipe carioca na conquista do título. As duas têm em comum o fato de serem consideradas fenômenos desde as categorias de base. E as semelhanças não param por aí.

– Nos demos muito bem quando eu joguei no Rio. A Roberta (levantadora da equipe carioca) brinca que a Gabi é uma “mini-Natália”, porque somos esquecidas e desastradas – contou a atleta do Vôlei Amil.

Conhecida pelo poder ofensivo, Natália vem se destacando também na recepção. Nas estatísticas do torneio, é a terceira mais eficiente no fundamento, fato que deixa ligado o sinal de alerta da amiga.

– A gente sente muita falta dela. É uma garota simples, apesar de ter conquistado muita coisa, e que nos deixava sempre alegres. Em quadra é muito forte no ataque, mas não deixa de lado a técnica. Mesmo nova, já tem condições de ser uma das melhores do mundo – disse Gabi.

A primeira fase da Superliga reservou grandes embates entre Vôlei Amil e Unilever. A equipe paulista levou a melhor nas duas ocasiões, mas não teve vida fácil e precisou do tie-break. Agora, Natália acredita que seu conhecimento sobre o rival pode ser um fator importante.

– Por ter jogado lá, posso vir com algumas informações de jogo sobre algumas atletas que o pessoal aqui não tem, mas durante todo campeonato o Zé soube estudar bem a caracteristica de cada atacante. Então a gente junta tudo e toda informação é válida neste momento – disse a ponteira.

Vôlei Amil e Unilever se enfrentam nesta terça-feira, às 21h30, na Arena Amil, em Campinas. A segunda partida da série melhor de três acontecerá no sábado, às 10h, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.