icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2014
08:05

A Rússia pode até ter saido do caminho, mas o confronto entre Brasil e Itália neste sábado, às 15h30 (de Brasília), em Florença (ITA), pela semifinal da Liga Mundial de Vôlei, promete ser de alto nível. A rivalidade entre os times ficou acirrada já na primeira fase, quando eles se enfrentaram quatro vezes.

Na abertura do torneio, em Jaraguá do Sul (SC), o time de Bernardinho não se encontrou e viu a Azzurra passear. Foram duas vitórias por 3 a 1, para a decepção da torcida local. No fim da etapa, porém, os brasileiros deram o troco. Pressionados pela má campanha, devolveram o mesmo placar na casa do oponente.

Já classificado à semifinal no Grupo I, o Brasil não contou com sua força máxima na partida contra o Irã, na última sexta-feira, e perdeu por 3 a 1, encerrando uma série de quatro triunfos consecutivos. O ponteiro Murilo e o central Sidão foram poupados e deram lugar a Lucas Lóh e Éder. Com o revés, o Brasil terminou em segundo lugar na chave.

A Itália confirmou a classificação à semifinal com uma vitória sobre a "zebra" Austrália por 3 sets a 0, garantindo a liderança do Grupo H. Na outra semi, . Os Estados Unidos, segundos do H, encaram o Irã, líderes do I, às 12h30.

– Não esperávamos o Brasil na semifinal, mas não podemos esquecer o Irã é uma equipe incrível. Devemos parar de falar sobre eles como uma surpresa, porque são um time muito consistente – afirmou o ponteiro italiano Parodi.