icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
31/08/2015
20:42

Após passagens pelo futebol do Japão, Portugal e Tailândia, o atacante Bruno Lopes está de volta ao Vila Nova, clube que defendeu em 2010. Com 29 anos, o paranaense já tem condição de jogo, e deve fazer sua reestreia pelo clube goiano contra o Confiança, dia 09/09, na próxima rodada da Série C. O jogador demonstrou satisfação em retornar ao futebol do seu país.

- São três anos fora do Brasil e a oportunidade de jogar novamente num clube que já conheço e pelo qual tenho grande carinho veio a calhar. O Vila passa por uma grande momento, lidera seu grupo na Série C e conseguiu voltar ao seu devido lugar no estadual, que é a primeira divisão. Chego pra ajudar o Vila, com meus gols e esforço, a obter a sonhada vaga pra Série B do Brasileiro - afirmou.

Perguntado sobre a lesão na coluna sofrida quando ainda jogava no Ratchaburi, da Tailândia, Bruno esclareceu que não sente mais dores e vem treinando normalmente desde que chegou ao clube goiano.

 - Foi apenas um susto mas já está tudo certo. Venho numa rotina intensa com a preparação física para me equiparar ao restante do grupo nesse aspecto, que é fundamental para o atleta poder render satisfatoriamente - destacou Bruno.

Após passagens pelo futebol do Japão, Portugal e Tailândia, o atacante Bruno Lopes está de volta ao Vila Nova, clube que defendeu em 2010. Com 29 anos, o paranaense já tem condição de jogo, e deve fazer sua reestreia pelo clube goiano contra o Confiança, dia 09/09, na próxima rodada da Série C. O jogador demonstrou satisfação em retornar ao futebol do seu país.

- São três anos fora do Brasil e a oportunidade de jogar novamente num clube que já conheço e pelo qual tenho grande carinho veio a calhar. O Vila passa por uma grande momento, lidera seu grupo na Série C e conseguiu voltar ao seu devido lugar no estadual, que é a primeira divisão. Chego pra ajudar o Vila, com meus gols e esforço, a obter a sonhada vaga pra Série B do Brasileiro - afirmou.

Perguntado sobre a lesão na coluna sofrida quando ainda jogava no Ratchaburi, da Tailândia, Bruno esclareceu que não sente mais dores e vem treinando normalmente desde que chegou ao clube goiano.

 - Foi apenas um susto mas já está tudo certo. Venho numa rotina intensa com a preparação física para me equiparar ao restante do grupo nesse aspecto, que é fundamental para o atleta poder render satisfatoriamente - destacou Bruno.