icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/11/2013
00:27

Recorde de público. Torcida mobilizada. Mas o Grêmio não conseguiu fazer um gol no Atlético-PR e está fora da Copa do Brasil. O Tricolor, segundo o técnico Renato Gaúcho, massacrou o Furacão na partida da noite desta quarta-feira, na Arena, mas não conseguiu fazer os gols. O treinador ainda afirmou que é "questão de honra" colocar o clube gaúcho na Copa Libertadores do próximo ano.

- O Grêmio massacrou mais uma vez e a bola não entrou. Não adianta pisar em A, B ou C em uma hora dessas. Está todo mundo triste, cabisbaixo. Se entregaram. A bola não quis entrar, nesse e no outro jogo. Só perde quem está lá dentro. Se cada vez que perder uma competição, se sair culpando jogadores com a corda no pescoço. Futebol não é por aí. Alguém tem que passar. Hoje não foi o Grêmio. Tive uma conversa com o grupo no vestiário, uns cinco minutos, falando que todo mundo estava de cabeça quente agora - comentou o técnico gremista.

Assim como os jogadores, ao deixaram o gramado da Arena, o técnico pede mudança de foco imediato para o Brasileirão. O próximo adversário é o Cruzeiro, no domingo, líder da competição. Terceiro colocado, o Tricolor quer garantir a vaga para a Libertadores.

- Sempre vou defender esse grupo, vai ter sempre a minha atenção e dedicação. Sempre vou defender. Somos o terceiro colocado no Brasileiro. Estamos brigando por alguma coisa esse ano, não é fácil disputar duas competições a cada três dias. O Grêmio saiu da Copa do Brasil, mas vamos continuar lutando. É questão de honra colocar o time na Libertadores - garantiu Renato.