icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Lucas Faraldo
08/07/2014
07:02

Com um "pacote" de ao menos quatro reforços para o segundo semestre, o Corinthians repassa aos novos jogadores de seu elenco as numerações de camisetas utilizadas por atacantes que recentemente deixaram o clube do Parque São Jorge. A coincidência envolvendo a numeração dos uniformes dos recém-contratados faz Ángel Romero, Elias e Anderson Martins "reviverem" Emerson Sheik, Alexandre Pato e Jorge Henrique, respectivamente, no Timão.

O jovem paraguaio de 22 anos treina com seus novos companheiros de equipe há quase um mês, mas somente no último domingo, durante amistoso contra o Uberaba (MG), foi revelada a numeração de sua camiseta no Corinthians. Assim como Emerson Sheik, atacante que brilhou no Timão de 2011 a 2014, protagonizando a conquista da Libertadores de 2012, e que atualmente joga no Botafogo, Romero utilizará o número 11.

O volante ex-Sporting, por sua vez, voltará a vestir a camisa 7, a mesma que o consagrou no Corinthians entre 2008 e 2010. O último a usar tal número, no entanto, foi um atacante cuja passagem não foi muito bem-sucedida no clube alvinegro: Alexandre Pato, contratado pelo Timão em 2013 e emprestado ao arquirrival São Paulo no último mês de fevereiro.

Anderson Martins, zagueiro do Al-Jaish emprestado ao Corinthians até maio do ano que vem, por sua vez, será o número 23. O último jogador a usar tal camisa foi Diego Macedo, que atualmente joga pelo Bahia. Aquele que realmente se destacou com tal numeração nos últimos anos, no entanto, é Jorge Henrique. O atacante defendeu o Timão de 2009 a 2013 e é, até hoje, querido pela torcida alvinegra, apesar de, hoje em dia, defender as cores do Internacional.

O outro reforço do Corinthians para a disputa do Brasileirão, da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana é Lodeiro, contratado junto ao Botafogo. O meia-atacante se apresenta ao Timão nesta terça-feira. Segundo a assessoria de imprensa do Alvinegro, o uruguaio ainda não escolheu a numeração que usará no clube do Parque São Jorge. Opções não faltam: 13, 24, 25, 26... O número 14, aquele que ele usava no Botafogo, pode em breve ficar vago, já que Cachito Ramírez está próximo de ser negociado com a Portuguesa.