icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
16:34

Artilheiro do Cruzeiro na edição passada do Brasileiro, com dez gols, e também na Copa Libertadores, com três, Ricardo Goulart tornou-se referência da equipe. O fato é positivo, mas o coloca como alvo dos marcadores adversários. Não é à toa que ele atribui a ligeira queda de rendimento nas partidas mais recentes à forte marcação exercida pelos rivais.

– Nesses últimos dois jogos (contra Defensor Sporting e Boa Esporte), a marcação foi em intensidade enorme, marcação individual, pesada. Não pude balançar as redes, mas contribuí com jogadas e na recomposição – declarou.

Embora esteja focado no Campeonato Mineiro, torneio em que a Raposa luta para chegar à final, ele não se esquece dos desafios na Libertadores, sobretudo pelo momento instável da equipe.

– A gente está na semana de Estadual. Nosso foco tem que ser o Boa Esporte. Quando entrarmos na Libertadores, vamos focar na competição. Agora, temos que nos unir mais ainda. Temos dois jogos e temos que ganhar as duas. Não é nada impossível – concluiu.