icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2013
20:04

No primeiro confronto decisivo com a Rússia após a Olimpíada de Londres, no ano passado, (ja haviam se enfrentado em amistosos) a Seleção Brasileira masculina de vôlei voltou a ser derrotada. Nesta quarta-feira, em jogo válido pela primeira rodada da fase final da Liga Mundial, o time do técnico Bernardinho perdeu por 3 sets a 2, parciais de 25 a 17, 23 a 25, 22 a 25, 25 a 19 e 15 a 11, em Mar del Plata (ARG).

Agora, o Brasil buscará sua recuperação contra o Canadá, na próxima sexta-feira, às 16h30, em jogo válido pelo Grupo E. No F estão Itália, Bulgária e Argentina. As semifinais serão no sábado.

Apático, o time viu a Rússia abrir cinco pontos na metade do primeiro set e não conseguiu se recuperar, perdendo a parcial por 25 a 17. Depois, o Brasil melhorou no bloqueio e se impôs em quadra, virando a partida ao fechar as etapas seguintes em 25 a 23 e 25 a 22, respectivamente.

Os atuais campeões olímpicos sobraram no quarto set, fizeram 25 a 19 e levaram o jogo para o tie-break. No desempate, eles abriram dois pontos de diferença no 11 a 9 após ataque errado de Éder,  e mantiveram a vantagem, garantido a vitória após fecharem a parcial em 15 a 11.

No primeiro confronto decisivo com a Rússia após a Olimpíada de Londres, no ano passado, (ja haviam se enfrentado em amistosos) a Seleção Brasileira masculina de vôlei voltou a ser derrotada. Nesta quarta-feira, em jogo válido pela primeira rodada da fase final da Liga Mundial, o time do técnico Bernardinho perdeu por 3 sets a 2, parciais de 25 a 17, 23 a 25, 22 a 25, 25 a 19 e 15 a 11, em Mar del Plata (ARG).

Agora, o Brasil buscará sua recuperação contra o Canadá, na próxima sexta-feira, às 16h30, em jogo válido pelo Grupo E. No F estão Itália, Bulgária e Argentina. As semifinais serão no sábado.

Apático, o time viu a Rússia abrir cinco pontos na metade do primeiro set e não conseguiu se recuperar, perdendo a parcial por 25 a 17. Depois, o Brasil melhorou no bloqueio e se impôs em quadra, virando a partida ao fechar as etapas seguintes em 25 a 23 e 25 a 22, respectivamente.

Os atuais campeões olímpicos sobraram no quarto set, fizeram 25 a 19 e levaram o jogo para o tie-break. No desempate, eles abriram dois pontos de diferença no 11 a 9 após ataque errado de Éder,  e mantiveram a vantagem, garantido a vitória após fecharem a parcial em 15 a 11.