icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/11/2013
12:02

Se o Internacional é, novamente, uma decepção no Campeonato Brasileiro pelo investimento financeiro na equipe, o meia D'Alessandro mudou da água para o vinho em apenas um ano. O craque argentino lidera a maioria das categorias no raio-x dos estrangeiros feito pelo LANCE!Net, com ajuda do Footstats.

Em 2012, o hermano teve um ano para ser esquecido. Além de quatro lesões, ele anotou apenas três gols em 33 partidas disputadas. Desta vez, já colocou a redonda no barbante 19 vezes (dez pelo Brasileirão). Para confirmar a boa fase - claudicante Colorado - quando não esteve em campo o Inter jamais venceu em 2013.

Dono da camisa 10, D'Ale tem números de atacante!

Outros gringos também foram protagonistas neste Brasileiro. O meia Seedorf, astro do Botafogo, rivaliza com o argentino em algumas categorias, apesar da queda de produção na reta final. Maxi Biancucchi começou o torneio a 200 quilômetros por hora, mas foi acometido por uma lesão e acabou ficando distante na briga pela artilharia do torneio.

Montillo não é o mesmo dos tempos do Cruzeiro, no entanto, mesmo discreto, estaria, hoje, na seleção do Campeonato Brasileiro, de acordo com as notas publicadas pelo LANCE!

Alguns estrangeiros não tiveram tanto sucesso. O atacante Freddy Adu, do Bahia, chegou a colocar banca de ser o novo Pelé. Mas veio à Boa Terra tirar fotos do Elevador Lacerda e tomar acarajé. Em campo, foi visto apenas duas vezes. Já o uruguaio Lodeiro, um dos craques do último Carioca no título do Botafogo, tem a pior média de notas entre os gringos: apenas 4,85.

Confira quem está por cima em alguns fundamentos relevantes no futebol

GOLS

1 - D'Alessandro (Inter) - 10
2 - Barcos (Grêmio) e Maxi Biancucchi (Vitória) - 8
3 - Seedorf (Botafogo) - 6
4 - Guerrero (Corinthians), Vargas (Grêmio) e Forlán (Inter) - 5
5 - Cáceres (Vitória) - 4

MÉDIA DE NOTAS DO LANCE!

1 - D'Alessandro (Inter) - 6,29
2 - Montillo (Santos) - 6,27
3 - Seedorf (Botafogo) - 5,93
4 - Maxi Biancucchi (Vitória) - 5,91
5 - Riveros (Grêmio) - 5,82

FINALIZAÇÕES CERTAS

1 - Barcos - 36
2 - D'Alessandro - 30
3 - Lodeiro - 23
4 - Forlán - 20
5 - Seedorf - 16

ASSISTÊNCIAS

1 - Seedorf (Botafogo) e D'Alessandro (Inter) - 8
2 - Montillo (Santos) - 6
3 - Escudero (Vitória) - 4
4 - Maxi Rodríguez (Grêmio) - 3
5 - Lodeiro (Botafogo) - 5

DESARMES

1 - Cáceres (Vitória) - 59
2 - Yotun (Vasco) - 43
3 - Barcos (Grêmio) - 40
4 - Seedorf (Botafogo) - 37

DRIBLES

1 - D'Alessandro (Inter) - 73
2 - Vargas (Grêmi) e Barcos (Grêmio) - 41
3 - Seedorf (Botafogo) e Maxi Biancucchi (Vitória) - 38

PASSES CERTOS

1 - D'Alessandro (Inter) - 1362
2 - Seedorf (Botafogo) - 1068
3 - Cáceres (Vitória) - 826
4 - Lodeiro (Botafogo) - 740
5 - Yotun (Vasco) - 643

Especialistas do LANCE! opinam: quem é o craque entre os gringos e quem é a maior decepção?

Mauro Beting - Colunista

O grande destaque é o D'Alessandro. Entre os estrangeiros é o jogador que está em melhor forma. Além disso, fez um grande campeonato por um time que teve um desempenho muito fraco. A lista de decepções é um pouco maior. Fico com o Forlán. Um jogador, eleito o melhor da Copa do Mundo há três anos, deveria ter um rendimento muito melhor. Hoje, ele é reserva do Inter. Na condição que foi contratado, deveria ter um desempenho perfeito.

Joana Bueno - Editora

Seedorf é o craque. Dá corpo e alma ao Botafogo. Quando está bem, o time mostra que disputa o título. A queda de produção do Glorioso tem muito a ver com isso. A equipe não pode depender de um jogador com 37 anos ainda que ele tenha mais fôlego do que muitos garotos. A decepção é o Scocco. Fez uma ótima Libertadores pelo Newell´s e passou a ser um dos nomes mais disputados no mercado. Chegou ao Inter e não está jogando nem perto daquele futebol que mostrou no primeiro semestre.

Carlos Alberto Vieira - Editor

O craque é o D'Alessandro, o único que está jogando alguma coisa no Internacional e vem sendo regular desde o início, o que não ocorre com o Seedorf, por exemplo. A decepção também vem do Internacional: Scocco, que virou banco eterno do Colorado. O argentino poderia estar empatado com o Forlán, que nos últimos meses é uma nulidade.

Bernardo Cruz - Editor

O melhor foi o Seedorf. Apesar da queda de produção nesta reta final, o jogador holandês foi o responsável pela boa campanha do Botafogo na competição. Se o time briga pelo G4, boa parte por méritos do ex-jogador do Milan. Freddy Adu foi o pior. Certamente, é a contratação mais esdrúxulas do ano. Foi o tipo da aposta com 100% de chances de dar errada e aconteceu.

DESEMPENHOS INDIVIDUAIS

D'Alessandro - meia argentino (Internacional)

29 jogos
10 gols
6 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 6,29

Forlán - atacante uruguaio (Internacional)

14 jogos
5 gols
0 cartões amarelos
0 cartoões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,77

Scocco - atacante argentino (Internacional)

16 jogos
3 gols
3 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,65

Seedorf - meia holandês(Botafogo)

28 jogos
6 gols
5 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,93

Lodeiro - meia uruguaio (Botafogo)

23 jogos
4 gols
5 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 4,85

Montillo - meia argentino (Santos)

20 jogos
2 gols
2 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 6,27

Barcos - atacante argentino (Grêmio)

31 jogos
8 gols
1 cartão amarelo
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,63

Vargas - atacante chileno (Grêmio)

15 jogos
5 gols
4 cartões amarelos
1 cartão vermelho
Média de notas do LANCE: 5,82

Riveros - volante paraguaio (Grêmio)

17 jogos
3 gols
3 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,88

Guerrero - atacante peruano (Corinthians)

17 jogos
5 gols
4 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,5

Maxi Biancucchi - atacante argentino (Vitória)

18 jogos
8 gols
2 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,91

Escudero - meia argentino (Vitória)

21 jogos
2 gols
3 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,74

Cáceres - volante paraguaio (Vitória)

13 jogos
4 gols
0 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,6
Tenório - atacante equatoriano (Vasco)

18 jogos
2 gols
1 cartão amarelo
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,35

Datolo - meia argentino (Atlético-MG)

12 jogos
1 gol
0 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,27

Freddy Adu - atacante norte-americano (Bahia)

2 jogos
0 gols
0 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 6

Geraldo - meia-atacante angolano (Coritiba)

18 jogos
3 gols
5 cartões amarelos
0 cartões vermelhos
Média de notas do LANCE: 5,69