icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
12:15

Ao fim da partida contra o Newell's Old Boys, em rosário, o discurso dos atleticanos não mudou muito de um jogador para o outro. Em todos os comentários, atletas como Ronaldinho Gaúcho, Bernard, Tardelli e o próprio técnico Cuca não deixaram de frisar que o Atlético-MG é forte dentro de casa, e poderá utilizar deste fator para reverter o placar a passar pelos argentinos no Independência.

Artilheiro da Libertadores, o atacante Jô também seguiu a linha de raciocínio, e afirmou que agora a equipe precisa ter a cabeça no lugar para conseguiu um grande resultado daqui a uma semana, no dia 10.

E MAIS:
> Ronaldinho garante: ‘Nós vamos dar a volta por cima, vamos chegar à final’
> Bernard diz que time jogou bem, mas recuou demais na segunda etapa

- Temos que saber que vai ser difícil, mas temos o apoio da torcida. É um resultado difícil, diante de uma equipe boa, que sabe tocar bem a bola, mas temos o fator casa. A gente, dentro de casa, tem uma força muito grande. Agora é levar isso com calma até quarta-feira para poder dar certo - falou o jogador. O camisa 7 ainda completou sobre a confiança na capacidade individual e coletiva da equipe:

- Todo mundo está confiante, um acredita no outro, confia no outro. Isso é o mais importante, ter a cabeça no lugar e saber que não tem nada perdido ainda, temos mais 90 minutos dentro de casa - concluiu Jô.



Ao fim da partida contra o Newell's Old Boys, em rosário, o discurso dos atleticanos não mudou muito de um jogador para o outro. Em todos os comentários, atletas como Ronaldinho Gaúcho, Bernard, Tardelli e o próprio técnico Cuca não deixaram de frisar que o Atlético-MG é forte dentro de casa, e poderá utilizar deste fator para reverter o placar a passar pelos argentinos no Independência.

Artilheiro da Libertadores, o atacante Jô também seguiu a linha de raciocínio, e afirmou que agora a equipe precisa ter a cabeça no lugar para conseguiu um grande resultado daqui a uma semana, no dia 10.

E MAIS:
> Ronaldinho garante: ‘Nós vamos dar a volta por cima, vamos chegar à final’
> Bernard diz que time jogou bem, mas recuou demais na segunda etapa

- Temos que saber que vai ser difícil, mas temos o apoio da torcida. É um resultado difícil, diante de uma equipe boa, que sabe tocar bem a bola, mas temos o fator casa. A gente, dentro de casa, tem uma força muito grande. Agora é levar isso com calma até quarta-feira para poder dar certo - falou o jogador. O camisa 7 ainda completou sobre a confiança na capacidade individual e coletiva da equipe:

- Todo mundo está confiante, um acredita no outro, confia no outro. Isso é o mais importante, ter a cabeça no lugar e saber que não tem nada perdido ainda, temos mais 90 minutos dentro de casa - concluiu Jô.