icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2013
18:29

Já não é mais novidade que Dorival Júnior é o novo técnico do Fluminense, porém, antes de procurar o treinador, a diretoria do Tricolor havia tentado, mesmo que esporadicamente, uma solução mais caseira para o comando da sua equipe, assim como fez o Flamengo, com Jayme de Almeida.

Assim que Vanderlei Luxemburgo saiu, a diretoria do Flu conversou com o seu auxiliar Júnior Lopes para um futuro cargo de treinador da equipe principal. Houveram reuniões com o nome do auxiliar de Luxa na pauta, mas nada avançou.

- Um possível cargo no futuro chegou a ser conversado comigo, mas para dar certo teríamos que conversar mais. Trabalho com futebol desde 1996 e está no momento de eu seguir a minha carreira como treinador principal. A tendência é eu seguir sozinho na minha carreira definitiva como treinador - disse a Rádio Brasil.

Como fazia parte da comissão técnica de Vanderlei Luxemburgo, quando o técnico foi demitido pelo Fluminense, ele também teve que sair. E, assim como Luxa, Júnior tinha esperanças de dar uma reviravolta na competição.

- Ninguém fica satisfeita em sair de um clube da importância do Fluminense. Mas, infelizmente, isso é normal no futebol. Nós tinhamos a esperança de dar uma evoluída na classificação a partir da partida diante do Náutico. Entretanto a diretoria achou que deveria mudar e eu compreendo. Agora é levantar a cabeça e torcer para que a equipe vença os próximos jogos.

O Fluminense está na 18ª colocação com 36 pontos e volta a campo nesta quinta-feira, diante do Náutico, às 21h, no Maracanã, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.