icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2013
18:50

O Procon convocou, nesta segunda-feira, o Flamengo a dar explicações sobre o aumento nos preços dos ingressos para a final da Copa do Brasil, dia 27, contra o Atlético-PR, no Maracanã. Representantes do Rubro-Negro terão de comparecer à sede da Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon) na próxima quarta-feira para dizer os motivos que fizeram com que o valor das entradas chegasse a, no mínimo, R$ 250,00 - preço de inteira do setor mais barato.

O Procon pediu ainda a apresentação de uma planilha detalhando os custos do jogo para verificar se não houve majoração abusiva no preços das entradas. Segundo a secretária Cidinha Campos, o bom-senso seria que o preço aumentasse em 10%. Ela lembrou ainda a redução na porcentagem de desconto para os integrantes do sócio-torcedor - que passou de 50% para 40%.

- É até compreensível um aumento de valor nos ingresso para a final. O bom-senso seria uns 10%. Por isso, é lamentável querer ganhar tanto com o torcedor justamente agora. Não podem anunciar que o sócio-torcedor tem sempre um determinado desconto, e em um grande esse benefício ser reduzir - disse

No segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, contra o Goiás, no Maracanã, o preço dos ingressos variou entre R$ 100 e R$ 280. Para a final, o valor varia de R$ 250 a R$ 800.

Caso o Flamengo não envie representante à sede do Procon-RJ conforme estabelece a convocação do órgão, ficará caracterizado crime de desobediência de acordo com o artigo 330 do Código Penal.