icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Lucas Faraldo
26/07/2014
10:37

Elias, ídolo do Timão após passagem vitoriosa pelo clube? Anderson Martins, parceiro de Dedé na badalada dupla de zaga do Vasco de 2011? Lodeiro, titular da seleção uruguaia na última Copa do Mundo? Não. O recém-contratado que entra em campo neste domingo, contra o Palmeiras, como protagonista e principal trunfo do Corinthians para o primeiro Dérbi da Arena é o jovem Ángel Romero.

Contratado do Cerro Porteño no início de junho, Romero venceu a distância de casa, a timidez e a desconfiança e, em menos de dois meses, se tornou titular do técnico Mano Menezes. Carismático e querido dentro do elenco, o paraguaio de apenas 22 anos terá, contra o Palmeiras, seu primeiro “teste de fogo” com a camisa do Timão.

Após amargar a condição de reserva em amistosos e jogos-treinos na “pré-temporada”, Romero cresceu vertiginosamente no Alvinegro. Depois de apenas dois minutos em campo contra o Internacional, o atacante caiu nas graças da Fiel nos 11 minutos em que esteve em campo contra o Vitória, quando quase marcou, já no fim do jogo, o gol da vitória do Timão.

A boa atuação no Barradão, aliada ao bom desempenho nos treinos, valeu a titularidade para o duelo contra o Bahia. Na Arena Corinthians, o camisa 11 não se intimidou: fez quatro cruzamentos, deu quatro dribles, finalizou duas vezes e marcou um gol nos 77 minutos em que esteve no jogo.

Poucas horas após o duelo contra o Tricolor de Salvador, Romero afirmou, em vídeo divulgado pelo site do Corinthians, “saber a importância da rivalidade contra o Palmeiras, mas não saber muito sobre o rival”.

Conforme treino realizado nessa sexta-feira no CT Joaquim Grava, será Romero o parceiro de Guerrero no ataque alvinegro no Dérbi. O paraguaio deixou Luciano, homem de confiança de Mano Menezes, e Romarinho, “talismã” corintiano em clássicos contra o Palmeiras, entre os reservas.

Cabe agora, contra o maior rival do Corinthians, Romero reproduzir, no Timão, o bom rendimento que tinha em clássicos pelo Cerro Porteño. Se brilhar no Dérbi, o jovem dará mais um passo para se transformar em xodó da Fiel.

TEVEZ MARCOU CONTRA O PALMEIRAS EM 2005. DEPOIS DELE...

O último jogador estrangeiro a marcar um gol pelo Corinthians em clássicos contra o Palmeiras foi o argentino Carlitos Tevez. O camisa 10 da conquista do tetracampeonato brasileiro balançou as redes a favor do Timão no empate em 1 a 1 com o Verdão no dia 15 de outubro de 2005, em jogo válido pela 32ª rodada do Brasileirão.

Quase nove anos depois, nenhum gringo deixou sua marca pelo Alvinegro em Dérbis. Herrera, Acosta, Escudero, Balbuena, Defederico, Ramírez, Zizao, Martínez, Maldonado e nem Guerrero conseguirem anotar um tento contra o Palmeiras. Com Lodeiro ainda não regularizado na CBF, conseguirão Romero e Guerrero encerrar a  “sina” neste domingo?

RELEMBRE AS ÚLTIMAS DUPLAS DE ATAQUE ESTRANGEIRAS DO TIMÃO 

Romero e Guerrero: Atacante paraguaio foi titular pela primeira vez no último jogo e já fez um belo gol de cabeça. Mesmo jovem, com 22 anos, será titular no Dérbi. Já o peruano é o camisa 9 da equipe e no ataque é o único que não perde a posição por opção. Após boa atuação no duelo diante do Bahia, na quarta, a dupla será titular neste domingo.

Guerrero e Martínez: O centroavante peruano e o atacante argentino chegaram praticamente juntos, no meio de 2012. No entanto, só formaram a dupla titular por seis vezes. O camisa 9 tinha moral com Tite e era a referência do ataque. No Mundial, Guerrero fez os gols e foi herói do título. Já Martínez era reserva e, com a chegada de Pato em 2013, saiu.

Acosta e Herrera: Uruguaio chegou com status de craque após bom Brasileirão em 2007 pelo Náutico. No entanto, pouco jogou com Mano Menezes. Argentino caiu nas graças do treinador e da torcida e foi titular quase 2008 inteiro, sendo destaque do título da Série B ao lado de Dentinho. Em 2009, nenhum dos dois seguiu na equipe alvinegra.