icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/02/2015
15:40

Há exatos 18 anos, Rogério Ceni marcava seu primeiro gol na carreira. Foi no dia 15 de fevereiro de 1997 que o goleiro do São Paulo cobrou falta para vencer Adnam, do União São João, e abrir caminho para a história. O capitão lembrou com bom humor do dia especial.

- Não sabia nem pra onde correr porque foi algo inusitado no futebol brasileiro. Não sabia nem comemorar ainda... E tinha cabelo, ó - afirmou o Mito, ao site oficial do clube.

De lá para cá, Ceni tornou-se o maior goleiro-artilheiro da história, atualmente com 124 gols, aos 42 anos de idade. O goleiro lembrou que foi preciso muito trabalho para adquirir o poder de decidir jogos também pelos pés.

Na época do primeiro gol, coincidentemente, o treinador também era Muricy Ramalho, que atualmente comanda o Tricolor. E Ceni faz questão de agradecer ao apoio que recebeu do treinador para cobrar faltas.

- Eu treinava 100 faltas por dia durante seis meses para ter essa oportunidade. O Muricy me deu essa chance. Foi algo memorável - lembrou.

Com os 124 gols marcados durante a carreira e todos pelo São Paulo, Ceni é o 11º maior artilheiro da história do clube. Vale lembrar que o centésimo foi justamente contra o Corinthians, o maior rival, em 2011, na Arena Barueri.

Ceni comemora o aniversário de seu gol em ótima fase. Na última quarta-feira, no clássico contra o Santos, o goleiro foi o nome do jogo, fazendo grandes defesas no empate por 0 a 0, em mais uma de suas atuações de gala.