icons.title signature.placeholder Bruno Rodrigues
icons.title signature.placeholder Bruno Rodrigues
25/07/2013
12:45

O lateral-direito Luis Ricardo, da Portuguesa, espera por uma definição rápida de sua situação na Lusa. Pretendido por São Paulo e Palmeiras, o atleta de 29 anos já fez seis jogos pelo clube do Canindé neste Brasileirão e, para não estourar o limite de sete partidas (invibializar a transferência a outra equipe do torneio), aguarda um desfecho nos próximos dias para que defenda, em breve, seu provável futuro time.

- Falei com o Candinho (gerente de futebol da Portuguesa) que quero resolver essa situação o mais rápido possível, quero jogar. Quero vestir a camisa de um clube com maior expressão, não desmerecendo a Portuguesa, pois foi quem me deu a oportunidade de estar aqui hoje - disse o jogador, que deve seguir sem ser escalado para que não atinja o limite, em contato com o LANCE!Net.

Luis Ricardo chegou a ter as bases contratuais acertadas com o Verdão. Porém, o que esfriou a negociação entre os clubes foi a falta de acerto em relação aos atletas que a Portuguesa gostaria que fossem envolvidos na troca (Maurício Ramos, Maikon Leite e Ayrton). Sem eles, a Lusa aceitaria apenas vender o lateral, o que não se concretizou até o momento. Aproveitando-se do recuo do rival, o Tricolor entrou na briga pelo atleta, que afirma porém que o interesse ainda não foi formalizado.

- Há sim um interesse do São Paulo, isso chegou a mim. Mas ainda não há proposta. O único que apresentou uma proposta foi o Palmeiras - completou.

São Paulo e Portuguesa mantém boa relação recente em razão do empréstimo do meio-campista argentino Marcelo Cañete. Nesta quarta-feira, as duas partes confirmaram conversas avançadas para a ida do lateral ao Morumbi.

O lateral-direito Luis Ricardo, da Portuguesa, espera por uma definição rápida de sua situação na Lusa. Pretendido por São Paulo e Palmeiras, o atleta de 29 anos já fez seis jogos pelo clube do Canindé neste Brasileirão e, para não estourar o limite de sete partidas (invibializar a transferência a outra equipe do torneio), aguarda um desfecho nos próximos dias para que defenda, em breve, seu provável futuro time.

- Falei com o Candinho (gerente de futebol da Portuguesa) que quero resolver essa situação o mais rápido possível, quero jogar. Quero vestir a camisa de um clube com maior expressão, não desmerecendo a Portuguesa, pois foi quem me deu a oportunidade de estar aqui hoje - disse o jogador, que deve seguir sem ser escalado para que não atinja o limite, em contato com o LANCE!Net.

Luis Ricardo chegou a ter as bases contratuais acertadas com o Verdão. Porém, o que esfriou a negociação entre os clubes foi a falta de acerto em relação aos atletas que a Portuguesa gostaria que fossem envolvidos na troca (Maurício Ramos, Maikon Leite e Ayrton). Sem eles, a Lusa aceitaria apenas vender o lateral, o que não se concretizou até o momento. Aproveitando-se do recuo do rival, o Tricolor entrou na briga pelo atleta, que afirma porém que o interesse ainda não foi formalizado.

- Há sim um interesse do São Paulo, isso chegou a mim. Mas ainda não há proposta. O único que apresentou uma proposta foi o Palmeiras - completou.

São Paulo e Portuguesa mantém boa relação recente em razão do empréstimo do meio-campista argentino Marcelo Cañete. Nesta quarta-feira, as duas partes confirmaram conversas avançadas para a ida do lateral ao Morumbi.