icons.title signature.placeholder Thayuan Leiras
09/04/2014
12:12

A decisão divulgada na última terça-feira pelo Supremo Tribunal de Justiça, que reconheceu o Sport como único campeão brasileiro de 1987, foi recebida com tranquilidade e confiança na Ilha do Retiro. Mais do que isso: a diretoria do Leão sequer cogita dividir a honra com Flamengo, vencedor da Copa União e que também exige o reconhecimento do título nacional.

As palavras do presidente do clube pernambucano, João Humberto Martorelli, são enfáticas: não há outra opção além do Sport como único campeão. Ao LANCE!Net, o mandatário ainda ironizou a tentativa do clube carioca de também contabilizar o título:

- O Flamengo está "esperneando", está reagindo de uma forma incompatível com as informações jurídicas. E nós vamos tentar garantir este título conquistado pelo Sport até que se esgote o assunto juridicamente. O Flamengo nunca foi o campeão. Nós já esperávamos esta decisão, estávamos embasados e muito confiantes nos nossos argumentos. A decisão do STJ foi perfeita - disse.

Martorelli classificou como "esdrúxula" a decisão da CBF de 2011, quando classificou ambos como campeões nacionais do ano, e afirmou que, mesmo com a participação do Sport no Clube dos 13 a partir de 1997, o clube nunca reconheceu outro campeão brasileiro.

- O Sport jamais cogitará dividir este título com o Flamengo. A decisão da CBF foi totalmente esdrúxula, e nós nunca a aceitamos, nem quando entramos para o clube dos 13 reconhecemos o Flamengo como campeão.

Cabe ao Flamengo recorrer da decisão. De acordo com o especilista em direito desportivo João Herique Chiminazzo, os cariocas podem avaliar entrar com um Embargo de Declaração - caso o clube entenda que houve qualquer omissão no julgamento - ou com o próprio recurso, que seria a última instância da briga jurídica entre os clubes.

Baú do Assaf: Nunes relembra conquista do Fla em 1987