icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/03/2014
00:10

O presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, parece estar jogando a toalha na briga jurídica para recuperar vaga na Série A do Campeonato Brasileiro. Segundo o Globoesporte.com, o dirigente da Lusa declarou, durante evento de inauguração da sala de imprensa do CT do clube, que tem consultado "muita gente" e repensado a estratégia. 

- Eu estava muito otimista com os acontecimentos no início, com as liminares, mas hoje não estou tão otimista, temos que repensar. Como presidente, tenho de fazer o melhor para a Portuguesa. O conselho me deixou à vontade para decidir. Estou sendo muito pressionado por torcedores. Para mim seria muito mais fácil entrar na Justiça comum, porque aí eu teria apoio total. Se eu não entrar, tenha certeza que não terei o apoio total. Mas falei com muitos especialistas no assunto e chegamos à conclusão que, às vezes, podemos perder tudo e não mudar nada - afirmou o cartola lusitano. 

Em fevereiro o conselho da Portuguesa havia aprovado por unanimidade o ingresso do clube na Justiça Comum para tentar modificar decisão do STJD que retirou quatro pontos do clube por suposta escalação irregular do atacante Héverton na última rodada do Brasileirão 2013, contra o Grêmio, no Canindé. A sentença rebaixou o time e salvou o Fluminense. Lico afirmou que um novo encontro com Departamento Jurídico da Lusa definirá, mas indicou que o clube se conformará em jogar a Série B, Pela tabela divulgada pela CBF, o clube paulista estreará no dia 18 de abril contra o Joinville.