icons.title signature.placeholder RNL - RADAR
18/11/2014
08:29

Sérgio Malucelli está irredutível. Se não houver um aumento na cota que a emissora de tevê detentora dos direitos de TV paga ao Londrina, o gestor não permitirá a transmissão dos jogos do Tubarão no Paranaense - 2015

Malucelli quer que o Londrina receba uma cota semelhante à do Paraná Clube, que é de R$ 800 mil. Hoje, o Tubarão e os demais clubes do interior recebem pouco mais de R$ 300 mil. Coritiba e Atlético recebem R$ 2 milhões cada, o que ele considera quebra de contrato, já que o Furacão entrou depois no acordo, o que motivou um reajuste no valor coxa-branca.
 
- No mínimo tem que ser o mesmo valor que o Paraná Clube. Porque o Paraná recebe mais? Por estar na Série B? Tudo deve condizer com o número de torcedores, o público que leva ao estádio o número de pacotes no pay-per-view. Com todo o repeito aos outros clubes, mas como você vai comparar o Londrina com qualquer outro clube que monta o time só para o campeonato. Sem contar que é a segunda cidade do estado e com apenas um time. A capital tem quatro equipes, completou em entrevista à "Folha de Londrina".