icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/04/2014
09:02

O presidente do Fenerbahçe, Aziz Yildirim, foi condenado nesta quinta-feira a seis anos e três meses de prisão. A pena, confirmada pelo Supremo Tribunal da Turquia, se deve ao escândalo de manipulação de resultados descoberto em 2011.

Na época, 12 clubes estavam envolvidos na fraude. O Fenerbahçe, que estava classificado para a Liga dos Campeões da temporada 2011/12, acabou excluído do torneio. Além disso, o Besiktas perdeu o título da Copa da Turquia. Em junho do ano passado, a Uefa confirmou as suspensões por mais duas temporadas europeias (2013/14 e 2014/15) para Fener e Besiktas.

Yildirim alega que está sendo vítima de "um julgamento político". Além do presidente do Fenerbahçe, uma centena de pessoas também foi condenada por participação no escândalo.