icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/02/2015
20:24

O general Fernando Azevedo e Silva entregou nesta sexta-feira sua carta de demissão à presidente Dilma Roussef e não é mais presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO). Ele estava no cargo desde outubro de 2013.

"O presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), general Fernando Azevedo e Silva, apresentou nesta sexta-feira, 6 de fevereiro, a carta de demissão do cargo à presidenta Dilma Rousseff. Ela agradeceu a dedicação e esforços do general pelo desempenho à frente da APO", disse a Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

No dia 28 de janeiro, após a atualização da matriz de responsabilidades dos Jogos Rio-2016 e o aumento de R$ 100 milhões, o que fez com que o valor total chegasse a R$ 6,6 bilhões, o general afirmou que seu desejo era de permanecer no cargo e que sua saída não passava de especulação.

– Sou um militar e fui chamado para cumprir uma missão. Oficialmente, estou na APO e estou cumprindo a minha missão. O resto é tudo especulação. Isso é o que posso dizer – disse no dia o general Azevedo e Silva.

Ele deverá ser substituído pelo deputado estadual Edinho Silva (PT-SP), que foi o tesoureiro da campanha de reeleição de Dilma Rousseff, no ano passado.

A Autoridade Pública Olímpica foi criada em 2011 com o objetivo de integrar e monitorar os compromissos dos governos municipal, estadual e federal em relação às obras da Olimpíadas e Paralimpíada de 2016.