icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
01/11/2014
20:33

O empresário Ricardo Fernandes, um pré-candidato à presidência do Coritiba, recorreu às redes sociais para encontrar sócios dispostos a montar a chapa Coritiba Inteligente, criando um grupo no Facebook e divulgando seu telefone para contato via WhatsApp ou SMS (41 8463-0377) e e-mail (cwfernandes@gmail.com). De acordo com o jornal Gazeta do Povo, a medida foi justificada pela dificuldade do pré-candidato em ter acesso aos contatos dos sócios do clube.

Entre as propostas de Fernandes estão a a adoção de remuneração variável por resultados nos novos contratos, definição de um teto salarial, alteração estatutária que permita remuneração de todos os dirigentes do clube e revisão do plano de sócios e da política de ingressos.

Usando como exemplo o Borussia Dortmund, Fernandes propõe a criação da Muralha Verde, um setor popular e mais animado do estádio, assim como tem o time alemão.

Confira as propostas do grupo de Ricardo Fernandes, de acordo com o blog A Torcida que Nunca Abandona, de Luiz Betenheuser Jr:

1) PROFISSIONALIZAR 100% o Coritiba Foot Ball Club: Através desta medida de alteração estatutária, todos os profissionais que atuam no clube serão cobrados e remunerados conforme suas respectivas funções, cabendo a cada um assumir as responsabilidades por qualquer atitude tomada, sendo passível de demissão ou promoção, conforme desempenho (ou seja, exatamente como qualquer empresa do mundo);

2) Contratação de auditoria externa para definitivamente passar a limpo o clube;

3) Contratação de Diretor Técnico de Futebol que será responsável por homogeneizar os planos táticos e padrão de jogo entre todas as categorias do CFC, desde o profissional, até o sub-10;

4) Redefinição de taxas do conselho: A proposta consiste em retirar a taxa de conselho e conceder desconto nas mensalidades dos conselheiros, pois entendemos que quem ajuda mais o clube, abdicando de compromissos pessoais, merece ser reconhecido pelo clube;

5) Desenvolvimento de estratégias de gestão, baseadas nas melhores práticas hoje utilizadas no cenário mundial, a fim de transformar o Coritiba efetivamente numa das potências do futebol brasileiro;

6) Revisão dos planos de sócios: Estudo e desenvolvimento de propostas mais inteligentes em relação ao plano de sócios, com o objetivo de termos, no mínimo, 25.000 pessoas por jogo no Alto da Glória a partir de 2015.

7) Foco Total nas categorias de base: A partir de 2015, já homogeneizando as categorias de base, focar em desenvolver, treinar e revelar atletas, como o Coritiba sempre teve a tradição de fazer. Será o fim dos medalhões sem capacidade técnica que tiram milhões de reais dos cofres do CFC mensalmente;

8) Desenvolvimento de TETO SALARIAL: A partir de 2015, NENHUM ATLETA poderá ser contratado pelo CFC com salário acima do teto estabelecido pela diretoria.

9) REMUNERAÇÃO VARIÁVEL: A partir de 2015 (e tendo em vista a aplicação dos tetos salariais), as propostas para os atletas serão de REMUNERAÇÃO VARIÁVEL POR RESULTADOS, ou seja, como se a equipe de profissionais fosse uma equipe comercial, terá metas e receberá conforme produtividade;

10) Incentivo aos torcedores: Cada torcedor que indicar novos sócios receberá benefícios do CFC em suas mensalidades, além de certificados, troféus e participações em confraternizações com os atletas pelos esforços prestados. O número de sócio será a chave de controle e funcionará obedecendo as boas práticas de vendas diretas.

11) Criação de academias: Desenvolvimento de “academias” para treinos específicos por posição. Por exemplo: Academia de Atacantes, Academia de Laterais, Academia de Zagueiros, Academia de Goleiros, Academia dos Craques… Para que, seguindo os exemplos do basquete e do voleibol, cada atleta tenha que repetir CENTENAS de vezes exercícios de fundamentos para cada função.

12) Criação do Instituto Coritibano de Solidariedade: Através desta medida, torcedores poderão adquirir ingressos com preços reduzidos em redes de supermercado que teremos parcerias, onde 50% do valor do ingresso será destinado à compra de alimentos para famílias carentes. As famílias serão previamente cadastradas no Coritiba Foot Ball Club e receberão incentivos para comparecer aos jogos no Couto Pereira, levando sempre uma criança. Esta ação fará aumentar substancialmente o número de torcedores do Coritiba.

13) Criação do Sócio 10: Todos poderão participar dos jogos do Coritiba. Classes A, B, C, D e E… Através desta categoria de sócios, buscaremos trazer novamente para o estádio todos os torcedores do Coritiba, sejam eles de alta ou baixa renda. Teremos um setor destinado a cada público no estádio, cada qual com o preço que pode pagar. Funcionará como num banco, onde desde a pessoa mais pobre até a mais rica, entram na mesma agência, usam o mesmo caixa eletrônico e são clientes do mesmo banco, independentemente da classe social.

14) Criação do Coritiba Caça Talentos: Projeto que visa a contratação de olheiros que viajarão por todo o Brasil em busca de talentos escondidos, sejam eles das categorias de base ou do profissional.

15) Boas Práticas: Nossa chapa tem como nome CORITIBA INTELIGENTE, assim, estudaremos e utilizaremos as melhores práticas de mercado no CORITIBA FOOT BALL CLUB. Sem comparações, sem querer ser o que não somos, apenas utilizando as melhores práticas. A primeira ação a ser estudada, será a MURALHA VERDE, setor que não poderá, em hipótese alguma, ter local vago durante qualquer jogo do Coritiba que seja, tomando como exemplo o Borússia Dortmund da Alemanha, que em poucos anos recuperou-se financeiramente e hoje tem a MAIOR MÉDIA DE PÚBLICO DO MUNDO.