icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2013
20:26

No duelo dos últimos colocados, a Ponte Preta, em três lances cirúrgicos, construiu a vitória por 3 a 1 sobre o Náutico, neste sábado, na Itaipava Arena Pernambuco. Diego Sacoman, William e Rildo marcaram os gols do triunfo. Caion descontou para a equipe da casa.

A vitória levou o time de Camponas à 11ª posição no Campeonato Brasileiro momentaneamente, com seis pontos somados. Já o Timbu assumiu a lanterna da competição, com apenas quatro pontos conquistados até agora.

O JOGO

As equipes tiveram problemas com o entrosamento nos primeiros minutos, devido às muitas mudanças ocorridas com o vaivém de jogadores durante a pausa do Brasileirão para a Copa das Confederações. Enquanto o volante Magrão e o atacante Jonatas Belusso faziam suas estreias pelo Náutico, a Ponte Preta entrou em campo sem o lateral-direito Cicinho e o zagueiro Cleber, peças importantes vendidas para Santos e Corinthians, respectivamente.

Se isso dificultava as trocas de passe, a solução foi utilizar as jogadas de bola parada como arma. E foi assim que a Macaca abriu o placar, aos 10 minutos. Ramirez cruzou da esquerda e Diego Sacoman, na segunda trave, cabeceou para o gol.

Empurrado pela torcida, o Náutico começou a explorar a velocidade de seus homens de frente. No primeiro contra-ataque bem armado, Rogério recebeu cara a cara com o goleiro, mas inexplicavelmente se atrapalhou e chutou para fora.

A pressão alvirrubra aumentou nos minutos seguintes, mas foi a Ponte Preta que balançou as redes novamente, em um raro lance ofensivo da equipe, no final primeiro tempo. Chiquinho subiu pela esquerda e cruzou para William, que antecipou a zaga e marcou de cabeça.

NADA MUDA NA ETAPA FINAL

A dinâmica do jogo continuou a mesma no segundo tempo. O Náutico voltou com ainda mais gás para atacar, enquanto a Ponte Preta, mais tranquila, só subia ao ataque nas jogadas certas. Novamente, a Macaca não perdeu a chance de fazer gol. William fez jogada individual, chutou em cima de Gideão, mas o rebote parou nos pés de Rildo, que completou para as redes.

Com o 3 a 0 a seu favor, a equipe paulista relaxou na partida. Se postou no campo de defesa, mas deixava muitos espaços para os atacantes do Náutico. O desleixo não passou despercebido pelo Alvirrubro, que dimuniu com um golaço de Caion, após chute indefensável de fora da área.

O gol, que poderia colocar fogo no jogo, não surtiu efeito nenhum. A Macaca conseguiu controlar o tempo tocando a bola e apertando a marcação quando não tinha sua posse. Os jogadores do Náutico, demonstrando muito cansaço pela correria do jogo, estavam entregues em campo e não conseguiram manter a reação.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 1 X 3 PONTE PRETA

Estádio: Itaipava Arena Pernambuco, em Recife (PE)
Data/Horário: 6/4/2013, às 18h30
Árbitro: Héber Roberto Lopes (FIFA-SC)
Auxiliares: Thiago Gomes Brigido (CE) e Carolina Romanholi Melo (CE)
Gols: 10’/1ºT, Diego Sacoman (0-1) ; 43’/1ºT, William (0-2); 10'/2ºT, Rildo (0-3); 27'/2ºT, Caion (1-3)
Cartões Amarelos: Ramírez (Ponte Preta)
Cartões Vermelhos: Não houve

NÁUTICO: Gideão; Maranhao, William Alves, Luiz Eduardo e Eltinho; Auremir, Derley, Rodrigo Souto (Marcus Vinícius/Intervalo) e Magrão (Caion/17'22ºT); Jonatas Belusso  (Hugo/32' 2ºT) e Rogério. Técnico: Zé Teodoro. Técnico: Zé Teodoro.

PONTE PRETA: Roberto; Artur, Ferron, Sacoman e Uendel; Baraka, Magal (Paulo Roberto/32' 2ºT), Chiquinho e Ramirez (Everton Santos/33' 2ºT); Rildo e William (Roger Gaúcho/21' 2ºT). Técnico: Paulo César Carpegiani.

No duelo dos últimos colocados, a Ponte Preta, em três lances cirúrgicos, construiu a vitória por 3 a 1 sobre o Náutico, neste sábado, na Itaipava Arena Pernambuco. Diego Sacoman, William e Rildo marcaram os gols do triunfo. Caion descontou para a equipe da casa.

A vitória levou o time de Camponas à 11ª posição no Campeonato Brasileiro momentaneamente, com seis pontos somados. Já o Timbu assumiu a lanterna da competição, com apenas quatro pontos conquistados até agora.

O JOGO

As equipes tiveram problemas com o entrosamento nos primeiros minutos, devido às muitas mudanças ocorridas com o vaivém de jogadores durante a pausa do Brasileirão para a Copa das Confederações. Enquanto o volante Magrão e o atacante Jonatas Belusso faziam suas estreias pelo Náutico, a Ponte Preta entrou em campo sem o lateral-direito Cicinho e o zagueiro Cleber, peças importantes vendidas para Santos e Corinthians, respectivamente.

Se isso dificultava as trocas de passe, a solução foi utilizar as jogadas de bola parada como arma. E foi assim que a Macaca abriu o placar, aos 10 minutos. Ramirez cruzou da esquerda e Diego Sacoman, na segunda trave, cabeceou para o gol.

Empurrado pela torcida, o Náutico começou a explorar a velocidade de seus homens de frente. No primeiro contra-ataque bem armado, Rogério recebeu cara a cara com o goleiro, mas inexplicavelmente se atrapalhou e chutou para fora.

A pressão alvirrubra aumentou nos minutos seguintes, mas foi a Ponte Preta que balançou as redes novamente, em um raro lance ofensivo da equipe, no final primeiro tempo. Chiquinho subiu pela esquerda e cruzou para William, que antecipou a zaga e marcou de cabeça.

NADA MUDA NA ETAPA FINAL

A dinâmica do jogo continuou a mesma no segundo tempo. O Náutico voltou com ainda mais gás para atacar, enquanto a Ponte Preta, mais tranquila, só subia ao ataque nas jogadas certas. Novamente, a Macaca não perdeu a chance de fazer gol. William fez jogada individual, chutou em cima de Gideão, mas o rebote parou nos pés de Rildo, que completou para as redes.

Com o 3 a 0 a seu favor, a equipe paulista relaxou na partida. Se postou no campo de defesa, mas deixava muitos espaços para os atacantes do Náutico. O desleixo não passou despercebido pelo Alvirrubro, que dimuniu com um golaço de Caion, após chute indefensável de fora da área.

O gol, que poderia colocar fogo no jogo, não surtiu efeito nenhum. A Macaca conseguiu controlar o tempo tocando a bola e apertando a marcação quando não tinha sua posse. Os jogadores do Náutico, demonstrando muito cansaço pela correria do jogo, estavam entregues em campo e não conseguiram manter a reação.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 1 X 3 PONTE PRETA

Estádio: Itaipava Arena Pernambuco, em Recife (PE)
Data/Horário: 6/4/2013, às 18h30
Árbitro: Héber Roberto Lopes (FIFA-SC)
Auxiliares: Thiago Gomes Brigido (CE) e Carolina Romanholi Melo (CE)
Gols: 10’/1ºT, Diego Sacoman (0-1) ; 43’/1ºT, William (0-2); 10'/2ºT, Rildo (0-3); 27'/2ºT, Caion (1-3)
Cartões Amarelos: Ramírez (Ponte Preta)
Cartões Vermelhos: Não houve

NÁUTICO: Gideão; Maranhao, William Alves, Luiz Eduardo e Eltinho; Auremir, Derley, Rodrigo Souto (Marcus Vinícius/Intervalo) e Magrão (Caion/17'22ºT); Jonatas Belusso  (Hugo/32' 2ºT) e Rogério. Técnico: Zé Teodoro. Técnico: Zé Teodoro.

PONTE PRETA: Roberto; Artur, Ferron, Sacoman e Uendel; Baraka, Magal (Paulo Roberto/32' 2ºT), Chiquinho e Ramirez (Everton Santos/33' 2ºT); Rildo e William (Roger Gaúcho/21' 2ºT). Técnico: Paulo César Carpegiani.