icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
15:56

A Chapecoense é líder isolada da Série B do Campeonato Brasileiro e tem, também, o ataque mais positivo da competição, com 20 gols marcados. O jogador de maior destaque da equipe de Chapecó é Bruno Rangel, com impressionantes dez tentos anotados, em apenas oito jogos. Entretanto, há outros jogadores importantes para a efetividade ofensiva do Verdão do Oeste. É o caso de Athos, meia que vive a melhor fase desde que chegou ao clube catarinense no ano passado. 1/3 dos gols da Chapecoense no ano, saíram dos pés do armador, que marcou apenas uma vez, mas assistiu os companheiros em seis oportunidades.

-  Sempre disse que gosto de jogar para o time, deixando os meus colegas o mais próximo do gol possível. Como armador, sei das necessidades que a equipe tem e fico feliz em poder ajudar ativamente nesta campanha excelente. Espero poder continuar neste ritmo porque quem trabalha sempre alcança. Tenho certeza que Deus tem algo bom reservado para nós todos. Treinamos muito a bola parada. O Gilmar (Dal Pozzo, técnico) é um cara que orienta muito bem os jogadores e sempre cobra que possamos ter atenção neste tipo de jogada. - disse o jogador.

A Chapecoense enfrenta o América-MG, neste sábado, em casa, pela nona rodada da Segundona, e Athos quer continuar ajudando seus colegas, mas gostaria também de, ele próprio, balançar as redes adversárias.

- Durante os treinos tenho bom aproveitamento nas cobranças de faltas. Porém, ainda não tive o sucesso nos jogos, por um motivo ou outro. Quem sabe, respeitando claro o adversário, eu não possa sacudir a torcida e minha família na Arena Condá na próxima rodada? Só lembrando, sempre com os pés no chão, porque o importante é a conquista de todo o grupo, independente de quem balança a rede. Mas que estou com vontade de um golzinho de falta, estou - concluiu o atleta.

A Chapecoense é líder isolada da Série B do Campeonato Brasileiro e tem, também, o ataque mais positivo da competição, com 20 gols marcados. O jogador de maior destaque da equipe de Chapecó é Bruno Rangel, com impressionantes dez tentos anotados, em apenas oito jogos. Entretanto, há outros jogadores importantes para a efetividade ofensiva do Verdão do Oeste. É o caso de Athos, meia que vive a melhor fase desde que chegou ao clube catarinense no ano passado. 1/3 dos gols da Chapecoense no ano, saíram dos pés do armador, que marcou apenas uma vez, mas assistiu os companheiros em seis oportunidades.

-  Sempre disse que gosto de jogar para o time, deixando os meus colegas o mais próximo do gol possível. Como armador, sei das necessidades que a equipe tem e fico feliz em poder ajudar ativamente nesta campanha excelente. Espero poder continuar neste ritmo porque quem trabalha sempre alcança. Tenho certeza que Deus tem algo bom reservado para nós todos. Treinamos muito a bola parada. O Gilmar (Dal Pozzo, técnico) é um cara que orienta muito bem os jogadores e sempre cobra que possamos ter atenção neste tipo de jogada. - disse o jogador.

A Chapecoense enfrenta o América-MG, neste sábado, em casa, pela nona rodada da Segundona, e Athos quer continuar ajudando seus colegas, mas gostaria também de, ele próprio, balançar as redes adversárias.

- Durante os treinos tenho bom aproveitamento nas cobranças de faltas. Porém, ainda não tive o sucesso nos jogos, por um motivo ou outro. Quem sabe, respeitando claro o adversário, eu não possa sacudir a torcida e minha família na Arena Condá na próxima rodada? Só lembrando, sempre com os pés no chão, porque o importante é a conquista de todo o grupo, independente de quem balança a rede. Mas que estou com vontade de um golzinho de falta, estou - concluiu o atleta.