icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
23/11/2014
18:53

Dagoberto pouco acrescentou ao Cruzeiro na atual edição do Campeonato Brasileiro. O atacante esteve em campo como titular do líder do torneio nacional em apenas três oportunidades. Ele, no entanto, alcança o impressionante número de cinco conquistas da competição, feito que somente os ex-jogadores Zinho e Andrade atingiram desde 1971.

O invejável currículo do atleta teve a sua primeira conquista nacional em 2001. Na ocasião, com apenas 18 anos, ele defendeu as cores do Atlético-PR e ajudou o time a faturar o troféu. As segunda e terceira conquistas aconteceram no São Paulo, em 2007 e 2008. Nos dois primeiros anos de Morumbi, ele venceu o campeonato consecutivamente.

A quarta taça nacional de Dagoberto foi alcançada no ano passado. O jogador foi um dos pilares ofensivos do Cruzeiro campeão brasileiro. Nesta temporada, ele engrandeceu ainda mais o seu histórico e chegou à quinta conquista.

Com a ratificação da primeira colocação ao fim da temporada, o número de troféus do atleta é idêntico ao de Zinho e Andrade. O ex-meia foi campeão por Flamengo em 1987 e 1992, pelo Palmeiras em 1993 e 1994 e com as cores do Cruzeiro em 2003.

Andrade faturou quatro títulos nacionais pelo Flamengo. As conquistas pelo clube da Gávea foram em 1980, 1982, 1983 e 1987. A última taça do ex-volante foi com o Vasco da Gama, em 1989.

Embora coloque mais uma conquista do Brasileirão em sua galeria de troféus, o atacante não vive a melhor fase da carreira. Ele sofreu com lesões nas costelas e musculares e esteve em campo no torneio em 21 oportunidades, sendo 18 na condição de suplente e marcou três gols.

Na contramão do baixo número de gols, o atacante foi crucial para a definição de duas partidas do time na disputa do torneio. A vitória sobre o Grêmio, por 1 a 0, e o empate com o Palmeiras, por 1 a 1, ambos no Mineirão, contaram com a marca do camisa 11.