icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2013
17:50

Pelé lamentou nesta quarta-feira a morte de Djalma Santos, que faleceu na noite de terça, aos 84 anos, em Uberaba (MG). Eles foram bicampeões mundiais com a Seleção Brasileira, em 1958 e 1962, e a última vez que se viram foi em maio deste ano.

Em seu Twitter, Pelé postou três mensagens e uma foto ao lado de Djalma Santos e Garrincha. O ex-camisa 10 chamou o ex-lateral-direito de "amigo antigo" e recordou o último encontro.

"É muito triste perder um amigo antigo, lamento que nunca mais terei a chance de matar as saudades", escreveu Pelé, quando postou a foto ao lado dos ex-companheiros.

"A última vez que eu vi o Djalma Santos foi em maio. Foi muito bom o papo, falamos de várias memórias do nosso tempo junto na Seleção", foi a primeira mensagem do Rei do Futebol, que encerrou dizendo que o ex-lateral-direito estará torcendo pelo sucesso do futebol brasileiro.

"Tenho certeza de que o Djalma sempre estará torcendo pelo sucesso do futebol brasileiro", concluiu.

Nascido em 27 de fevereiro de 1929, Djalma Santos não resistiu a uma pneumonia grave, que culminou em parada cardiorrespiratória, e acabou falecendo no Hospital Dr. Hélio Angotti. Ele disputou quatro Copas do Mundo (1954, na Suíça; 1958, na Suécia; 1962, no Chile; e 1966, na Inglaterra).

O craque Djalma Santos deixa saudades ao Futebol Brasileiro

Pelé lamentou nesta quarta-feira a morte de Djalma Santos, que faleceu na noite de terça, aos 84 anos, em Uberaba (MG). Eles foram bicampeões mundiais com a Seleção Brasileira, em 1958 e 1962, e a última vez que se viram foi em maio deste ano.

Em seu Twitter, Pelé postou três mensagens e uma foto ao lado de Djalma Santos e Garrincha. O ex-camisa 10 chamou o ex-lateral-direito de "amigo antigo" e recordou o último encontro.

"É muito triste perder um amigo antigo, lamento que nunca mais terei a chance de matar as saudades", escreveu Pelé, quando postou a foto ao lado dos ex-companheiros.

"A última vez que eu vi o Djalma Santos foi em maio. Foi muito bom o papo, falamos de várias memórias do nosso tempo junto na Seleção", foi a primeira mensagem do Rei do Futebol, que encerrou dizendo que o ex-lateral-direito estará torcendo pelo sucesso do futebol brasileiro.

"Tenho certeza de que o Djalma sempre estará torcendo pelo sucesso do futebol brasileiro", concluiu.

Nascido em 27 de fevereiro de 1929, Djalma Santos não resistiu a uma pneumonia grave, que culminou em parada cardiorrespiratória, e acabou falecendo no Hospital Dr. Hélio Angotti. Ele disputou quatro Copas do Mundo (1954, na Suíça; 1958, na Suécia; 1962, no Chile; e 1966, na Inglaterra).

O craque Djalma Santos deixa saudades ao Futebol Brasileiro