icons.title signature.placeholder RADAR/RNL/O LIBERAL
11/02/2015
10:12

Pressionado, o Paysandu conserva o desejo de vitória contra o Cametá, hoje, a partir das 20h30, no estádio da Curuzu. É o único resultado que interessa aos bicolores na partida válida pela terceira rodada do grupo A2 da Taça Cidade de Belém, equivalente ao primeiro turno do Campeonato Paraense.

Trata-se de uma questão de sobrevivência. O Paysandu fará o terceiro de quatro jogos da fase classificatória do turno e, momentaneamente, ocupa a vice-liderança da chave. O líder é justamente o Mapará.

Qualquer outro resultado, se não a vitória, terá o poder de eliminar uma aparente calma que reina nos bastidores do Papão. Na hipótese de amargar um tropeço, seja empate ou derrota, o Paysandu acabaria arriscando não se classificar à fase semifinal, o que seria impensável para o um dos titãs do futebol paraense e que se prepara para a disputar a Série B do Brasileirão.

O time de Sidney Moraes vem de dois resultados negativos: a derrota para o Tapajós, pelo Parazão, e o empate diante do inexpressivo Santos-AP, em jogo válido pela Copa Verde. Aliás, o primeiro revés tevê um caráter de surpresa e ligou, definitivamente, o sinal de alerta.