icons.title signature.placeholder Felipe Lucena e Rodrigo Ciantar
icons.title signature.placeholder Felipe Lucena e Rodrigo Ciantar
08/07/2013
15:20

Com discurso parecido com o de domingo, após o jogo contra o Internacional, em Caxias do Sul, o técnico Paulo Autuori desembarcou no Rio na tarde desta segunda-feira ainda sem confirmar se vai mesmo sair do Vasco. Mas confessou já não acreditar nas promessas feitas pela diretoria cruz-maltina e abriu caminho para o São Paulo.

- Já disse, nos últimos anos o São Paulo me procurou algumas vezes e hoje eu estaria feliz da vida se pudesse dizer não de novo, porque estaria confortável no clube em que estou. Mas não estou confortável. Uma vez resolvida a situação com o Vasco, estou aberto a qualquer possibilidade - disse o treinador vascaíno.

Autuori tem se mostrado incomodado com os atrasos salariais (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Segundo Autuori, a diretoria vascaína foi avisada sobre sua decisão já na sexta-feira, dois diantes antes da derrota por 5 a 3 para o Internacional na Serra Gaúcha. Agora, ele aguarda por uma reunião com a diretoria para definir a situação.

- Mandei um e-mail para o Cristiano (Koehler, diretor geral do clube) na sexta-feira dizendo minha decisão, às 18h. Estou pronto para me reunir com qualquer pessoa em qualquer hora e local, pois as coisas estão muito claras desde sempre - disse o treinador, para depois completar:

- Nesse momento se eu disser que estou acreditando como eu acreditei quando cheguei eu estaria mentindo. Estou esperando o Ricardo (Gomes) pois assim há possibilidade de uma reunião. Estou pronto e esperando, não tenho horário, se tivesse falaria. Estou saindo daqui para ir para casa.

Autuori ouvirá propostas assim que resolver situação com o Vasco


Com discurso parecido com o de domingo, após o jogo contra o Internacional, em Caxias do Sul, o técnico Paulo Autuori desembarcou no Rio na tarde desta segunda-feira ainda sem confirmar se vai mesmo sair do Vasco. Mas confessou já não acreditar nas promessas feitas pela diretoria cruz-maltina e abriu caminho para o São Paulo.

- Já disse, nos últimos anos o São Paulo me procurou algumas vezes e hoje eu estaria feliz da vida se pudesse dizer não de novo, porque estaria confortável no clube em que estou. Mas não estou confortável. Uma vez resolvida a situação com o Vasco, estou aberto a qualquer possibilidade - disse o treinador vascaíno.

Autuori tem se mostrado incomodado com os atrasos salariais (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Segundo Autuori, a diretoria vascaína foi avisada sobre sua decisão já na sexta-feira, dois diantes antes da derrota por 5 a 3 para o Internacional na Serra Gaúcha. Agora, ele aguarda por uma reunião com a diretoria para definir a situação.

- Mandei um e-mail para o Cristiano (Koehler, diretor geral do clube) na sexta-feira dizendo minha decisão, às 18h. Estou pronto para me reunir com qualquer pessoa em qualquer hora e local, pois as coisas estão muito claras desde sempre - disse o treinador, para depois completar:

- Nesse momento se eu disser que estou acreditando como eu acreditei quando cheguei eu estaria mentindo. Estou esperando o Ricardo (Gomes) pois assim há possibilidade de uma reunião. Estou pronto e esperando, não tenho horário, se tivesse falaria. Estou saindo daqui para ir para casa.

Autuori ouvirá propostas assim que resolver situação com o Vasco