icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/12/2013
14:18

Um dos participantes do revezamento da tocha olímpica para a Olimpíada de Inverno, que será em fevereiro, em Sochi (RUS), morreu nesta segunda-feira. O russo Vadim Gorbenko, de 73 anos, sofreu um ataque cardíaco.

Diretor de uma escola de esportes e técnico de luta greco-romana, Gorbenko se sentiu mal após uma caminhada de 150m com a tocha, em Kurgan, sua cidade na natal, na Sibéria Ocidental.

"Ele retornou ao ponto de encontro para tirar fotos, mas disse que não estava se sentindo bem e foi levado ao hospital. Os médicos não conseguiram salvá-lo" informou o porta-voz dos Jogos de Sochi, Roman Osin.

E MAIS:
> FOTOS: Tocha olímpica de inverno vai ao espaço

Gorbenko treinou grandes nomes da luta na Rússia, sendo inclusive condecorado no país. Ele foi ao hospital consciente e ainda conversou com seu filho na cama antes de morrer.

O revezamento da tocha olímpica tem sido marcado por alguns imprevistos. Desde que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, deu início ao revezamento, no dia 6 de outubro, na Praça Vermelha, em Moscou, a tocha já se apagou em duas oportunidades.

Outro incidente ocorreu no mês passado, quando a roupa do ex-atleta de bobsled Petr Makarchuk, que é um dos participantes do revezamento, pegou fogo.

A tocha seguiu para o norte em uma jornada, que já passou até pelo Polo Norte, de quatro meses e que será encerrada no dia 7 de fevereiro.