icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
01/11/2013
07:07

Embora tenha anunciado que tem R$ 5 milhões em caixa, a Teisa (Terceira Estrela Investimentos), parceira do Santos, espera chegar na janela de transferência, entre dezembro e janeiro, com mais poder financeiro. A meta é captar mais R$ 5 milhões.

Os executivos da empresa buscam investidores dispostos a integrar o fundo, porém, evitam comentar o assunto, já que poderiam ter problemas junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Independentemente da verba disponível, a Teisa pretende contratar jogadores baratos e jovens, que possam dar lucro quando vendidos. Até por isso contratou olheiros espalhados pelo Brasil. Alexandre Bourgeois, principal executivo da empresa, também observa potenciais reforços e alimenta base de dados com atletas daqui e do exterior.

O planejamento santista é traçado em parceria com os investidores, o que não quer dizer que todos os jogadores contratados pelo Peixe para a próxima temporada terão aporte da parceira. Recentemente, a Teisa ajudou o clube a contratar os laterais Cicinho e Mena.

Jogadores que a Teisa investiu:

Montillo
Fundo tem 10% dos direitos econômicos do meia argentino, contratado pelo Peixe no início deste ano.

Arouca
Detém 20% dos direitos econômicos do volante, que tem contrato com o Santos até o fim de 2016.

Cicinho
Teisa investiu R$ 1,5 milhão e ficou com 13,8% dos direitos econômicos do lateral, que chegou em julho.

Mena
Chileno também foi contratado em julho. A Teisa bancou cerca de R$ 4 mi e ficou com 50% dos direitos.

Miralles
Atacante argentino foi vendido ao Atlante (MEX) no meio do ano. Porcentagem da Teisa não foi revelada.