icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/04/2014
18:09

A tarefa do Cruzeiro no Paraguai não é fácil. Para avançar às quartas de final na Libertadores, a Raposa precisa vencer o Cerro Porteño no Estádio La Olla Azulgrana ou empatar por dois ou mais gols. O problema é que além dos 11 jogadores em campo, o Cerro terá a seu favor a força de 25 mil torcedores fanáticos. A partida é tão importante para o "Clube do Povo", que ao meio dia desta terçca-feira todos os ingressos para o jogo desta quarta-feira, às 22h, estavam vendidos.

Fora isso, o técnico Francisco Arce não tem nenhum jogador machucado ou suspenso e deve ir a campo com força máxima. É provável que começe com Roberto Fernández; Carlos Bonet, Luis Cardozo, Danilo Ortiz e Júnior Alonso; Mathías Corujo, Júlio dos Santos, Fidencio Oviedo e Óscar Romero; Ángel Romero e Daniel Güiza.

FAVORÁVEL

Apesar das dificuldades iniciais, o retrospecto do Cruzeiro contra paraguaios, jogando fora de casa, é favorável aos mineiros. Em cinco jogos, a Raposa venceu quatro e tem apenas um empate contra o Olímpia, em 1976, por 2 a 2. Se o resultado for repetido os brasileiros se classificam.  

Na partida de ida, no Mineirão, as equipes empataram em 1 a 1. Para avançar, o Cruzeiro precisa de uma vitória simples ou de um empate com dois ou mais gols. Empate em 0 a 0 dá a vaga aos paraguaios e 1a 1 leva o jogo para os pênaltis.