icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
02/11/2014
21:58

O palmeirense saiu dos últimos dois jogos (contra Cruzeiro e Corinthians) decepcionado depois de ver vitórias em bons jogos de sua equipe ir embora nos acréscimos. Neste domingo, o Verdão não apresentou um belo futebol, mas triunfou. Foi eficiente, graças a Valdivia e Mazinho, que marcou no 1 a 0 sobre o Bahia, no reencontro com o técnico Gilson Kleina, em jogo pela 32ª rodada do Brasileirão.

Sem o artilheiro Henrique, suspenso, Dorival Júnior escolheu usar Mouche isolado no ataque, e o time sofreu para criar alguma coisa. O Tricolor era melhor, e até sair do campo de defesa era um tormento para o Verdão. Valdivia, mais próximo do ataque, pegava pouco na bola. Mas quando se apresentou, o Mago foi, de novo, decisivo.

Tabela com Mazinho, que recebeu um belo passe do camisa 10, e de pé esquerdo voltou a marcar após quase dez meses – seu último gol havia sido justamente sob o comando do hoje rival Gilson Kleina.

Contra um time que tem um dos piores ataques do Brasileiro, o Verdão seguiu sem grande presença e viu a bola rondar perigosamente sua área. Apesar do bom jogo atrás dos garotos João Pedro, Nathan e Victor Luis, todos crias da base alviverde, o Bahia deu sustos, e chegou a reclamar de um pênalti, por um toque de mão de Nathan, quando o zagueiro estava caído dentro da área. O árbitro Leandro Vuaden mandou seguir o jogo. E o time de Gilson Kleina, apesar da pressão no fim, não tinha a mesma qualidade que o Verdão quando Valdivia aparecia para empatar.

O camisa 10 conversa, dá instruções, e, acima disto, cria os lances mais perigosos. Sob a batuta dele, o time chegou a 39 pontos, e está a cinco da zona de rebaixamento. Com seis rodadas para o fim do Nacional, a situação começa a ficar mais confortável. Com o triunfo, o Verdão praticamente “eliminou” de sua briga para ficar na Série A o penúltimo Bahia e o lanterna Criciúma.

A distância para os dois times é de oito e nove pontos, respectivamente. Se contra os líderes o Verdão sofre, ante os últimos o time vai resolvendo sua vida: bateu todos os sete times que estão atrás dele na tabela.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 0 x 1 PALMEIRAS

Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data-Hora: 2/11/2014 - 20h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA-RS)
Auxiliares: Rafael da S. Alves e Marcelo B. Barison (ambos de RS)

Renda/Público: R$ 445.731,00 / 15.367 pagantes
Cartões amarelos: Douglas Pires, Guilherme Santos, Kieza e Maxi Biancucchi (BAH); Marcelo Oliveira, Wesley e Allione (PAL)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Mazinho, aos 35'/1ºT (0-1)

BAHIA: Marcelo Lomba, Roniery, Lucas Fonseca, Adaílton e Guilherme Santos; Uelliton, Rafael Miranda (Rafinha, aos 28'/2ºT), Lincoln (Marcos Aurélio, aos 20'/2ºT) e Emanuel Biancucchi; Potita (Maxi Biancucchi, intervalo) e Kieza. Técnico: Gilson Kleina.

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Nathan, Tobio e Victor Luis; Marcelo Oliveira, Renato (Washington, aos 38’/2ºT), Wesley, Valdivia e Mazinho (Allione, aos 31'/2ºT); Mouche (Diogo, aos 27'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.