icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
09/02/2015
17:46

O Palmeiras não vai cobrar do Corinthians os prejuízos causados pela torcida alvinegra no Allianz Parque durante o Dérbi do último domingo, sendo o principal deles gerado pelas cadeiras quebradas no setor destinado aos visitantes. Além disso, houve pichações em paredes e portas dos banheiros.

A WTorre, responsável pelo estádio, contabilizou prejuízo de R$ 25 mil. Foram 44 assentos, 129 porta-copos, uma porta de banheiro e sete saboneteiras danificadas. Além disso, identificou-se problema nas molas de 29 cadeiras. A construtora é quem tem de receber o valor necessário para a manutenção, que será assumido pelo Verdão.

A decisão da diretoria alviverde foi motivada por um gesto de gentileza do rival. No clássico válido pelo Brasileirão, os palmeirenses quebraram 258 cadeiras da Arena Corinthians. Graças a um acordo prévio, o clube do Palestra Itália se colocou à disposição para pagar os cerca de R$ 58 mil de prejuízo do rival. Mário Gobbi, presidente do clube à época, se recusou a receber.

À época, o Palmeiras ainda foi multado em R$ 50 mil pelo STJD pela conduta dos seus torcedores. Depois, o valor foi reduzido para R$ 5 mil.