icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
05/02/2015
18:32

O diretor de futebol Alexandre Mattos anunciou nesta quinta-feira a 19ª contratação do Palmeiras para 2015. Trata-se do meia Cleiton Xavier, 31 anos, que rescindiu com o Metalist (UCR) na última terça-feira após entrar na Justiça cobrando salários atrasados. Ele fará exames nesta sexta e assinará um contrato válido por três temporadas.

- Tivemos hoje um contato com os empresários do Cleiton, depois de saber da situação jurídica dele, que nos foi passada, de que já se entenderam juridicamente. Acreditamos no que foi passado, verificamos com alguns advogados. E livre, era um desejo do Palmeiras e em especial do presidente. Fiz um compromisso com nosso presidente, e aí falo direto ao torcedor, que precisamos ainda mais deles, aumentar o número de sócios-torcedores - disse Mattos, na chegada ao Allianz Parque para o duelo contra a Ponte Preta.

Cleiton Xavier é desejo antigo de Paulo Nobre. Em meados de 2014, o Verdão consultou o Metalist (UCR) e se assustou com a pedida de 6 milhões de euros (mais de R$ 18 milhões). Os ucranianos também se negavam a emprestá-lo. Amigo do jogador, o presidente pediu que Alexandre Mattos fizesse nova investida assim que soube que ele poderia ficar livre.

Inicialmente, Mattos considerava o elenco pronto para o primeiro semestre e achava que não valeria a pena entrar em leilão pelo armador, já que o Cruzeiro ameaçava oferecer uma quantia alta em luvas e salários. O pedido do presidente e o desejo do jogador de voltar ao Palestra Itália pesaram, e a negociação foi fechada rapidamente nesta quinta.

- É um sonho de dois anos para mim, a torcida sonha desde que ele saiu. Há dois anos trabalho como dirigente, tenho um bom relacionamento com o jogador. Quando ele veio se recuperar de uma lesão no Palmeiras ele falou que tinha muita vontade de voltar, mas o time dele não o liberava. Mas, uma vez podendo viabilizar, é um dia de muita felcidade - disse Nobre.

- Estamos agurando ele amanhã para exames médicos e todo o processo para sacramentar esta contratação, mas verbalmente acertamos com os procuradores, e vai ser mais um a nos ajudar - acrescentou Alexandre Mattos.