icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
07/06/2014
08:02

A “pequena” diferença salarial entre Palmeiras e Fernando Tobio foi sanada, e o clube está muito próximo de ter o zagueiro do Vélez Sarsfield (ARG), um pedido do técnico Ricardo Gareca. Com tempo de contrato também encaminhado, depende-se apenas da assinatura do contrato para selar a negociação, e concretizar o segundo chapéu no Racing (ARG).

Quando o Verdão já tinha acordo bem encaminhado com o atleta de 24 anos, o time argentino chegou a fazer um contato com o estafe do jogador, mas o Alviverde ganhou a disputa. A previsão é de que o defensor, que vem de graça, assine por cinco anos com o Palmeiras.

Antes do zagueiro, o Racing sonhava com a contratação de Ricardo Gareca, após fazer a pior campanha de sua história no Campeonato Argentino. Apesar de toda a confiança do clube de Avellaneda sobre a chegada de El Flaco, o ex-atacante decidiu aceitar a oferta brasileira, e assinou por um ano com o Verdão. O primeiro chapéu já deixou a diretoria hermana incomodada.

O pedido do novo técnico por Tobio se deu graças ao contato que ambos tiveram no Vélez – o zagueiro foi comandado por Gareca no clube argentino. Além dele, o atacante Lucas Pratto foi pedido, mas seu valor é considerado muito alto pelo Verdão, e o volante Ariel Cabral foi oferecido, mas não houve avanço até agora. A dupla também é do Vélez (ARG).

Após concretizar o acordo, Fernando Tobio será o quinto gringo no elenco alviverde – número máximo permitido por jogo – e o primeiro reforço da era Ricardo Gareca. O técnico chegou pedindo reforços, e a cúpula sabe que precisa ainda de um lateral-direito e de um centroavante.

Aprovado pelo chefe
Entre os jogadores com os quais trabalhou no Vélez (ARG), Gareca pediu Tobio e Pratto. O segundo, o clube desejava antes do novo técnico, mas por ser muito caro – quase R$ 14 milhões – ficou mais distante. O zagueiro, por sua vez, teve como ajuda o fato de estar em fim de contrato com o time argentino.

Só salários
O vínculo de Tobio com o Vélez acaba no dia 30 deste mês, e ele chegará, portanto, de graça ao Verdão. O clube precisou apenas acertar salários e tempo de contrato com o jogador. Os argentinos, porém, ainda reclamam e querem que o beque treine em Liniers até o término do seu contrato.