icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/02/2015
10:03

Estava indo tudo tão certo com o Flamengo. O time estava encaixadinho, apresentando um bom futebol... mas aí o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu mudar! O resultado foi uma chuva de erros e uma desorganização total em campo. Algo sem explicação. Os erros parece que refletiram até na arbitragem, que validou o gol de Bressan sem mesmo a bola ter cruzado toda a linha, em minha concepção. O empate tira o Rubro-Negro da liderança e pode até custar caro mais lá na frente.

A entrada de Cáceres seria para dar mais segurança ao sistema defensivo, que contou com a estreia de Bressan neste Estadual, no lugar de Wallace, suspenso. Mas o visto foi que o paraguaio não sabia o que fazer em campo. No geral, parecia que o Flamengo estava jogando “fora de casa”, sem a torcida por perto.

Nas pontas, Thallyson era mais um zagueiro ao lado de Samir, já que pouco subia ao ataque. Mas, quando avançava, era muito burocrático, não tinha ambição de cruzar, apenas procurava um companheiro.

Na lateral direita, a torcida ficará, por muito tempo, com saudades de Léo Moura. Mesmo fora de campo, foi ovacionado. Isso porque Pará, com a má atuação, provocou tal reação no torcedor rubro-negro.

Tudo bem que Luxemburgo deve ter feito essas mudanças também pensando no restante da semana, para o jogo contra o Brasil de Pelotas, na Copa do Brasil, além do clássico de domingo contra o Botafogo. Mas acho que nem ele mesmo entendeu o que aconteceu com o Flamengo, em Volta Redonda.

As coisas até melhoraram depois do gol, mas a preguiça e a apatia foram tanta que até a torcida parou de cantar. Mas se continuar assim, coisas boas podem não pintar para a equipe, no restante da temporada.