icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2013
14:28

Apesar de ser classificado pelo próprio Bernard como um interesse separado na negociação do jogador, o pai do camisa 11 deu uma declaração forte ao site português 'MaisFutebol', na tarde desta terça-feira, ao dizer que o Atlético-MG estaria 'forçando a barra' para o jovem apoiador assinar com o Shakhtar.

- Em momento algum o Shakhtar passou pela nossa cabeça. Ele não quer. É o clube (Atlético) que está forçando. Vamos ver. Tem que ficar tudo resolvido esta semana - disse Délio Duarte, ao site.

E a declaração veio logo depois de o presidente Alexandre Kalil confirmar a aproximação de um acerto com o clube ucraniano e deixar nas mãos do jogador a decisão de ir para o leste europeu ou rejeitar a proposta, que encaminharia cerca de 23 milhões de euros para os cofres alvinegros.

Na cabeça de Délio, o Porto é o melhor caminho para o filho, mas o Galo não recebeu nenhuma oferta de papel timbrado dos portugueses. E Bernard, inclusive, deixou a entender que o Shakhtar seria uma escolha prejudicial em termos de visibilidade e continuidade na Seleção Brasileira de Felipão.

O atleta confirmou o interesse do Porto e seu pai, agora, quer que a diretoria do Dragão entre diretamente em contato com o Galo para resolver a situação.

- Se o Porto quer mesmo o Bernard, como parece, talvez fosse melhor o presidente ou alguém importante entrar em contato direto com o Atlético-MG. Talvez assim ajudasse a desbloquear e a vontade do Bernard pudesse ser cumprida - afirmou o pai de Bernard, que voltou a criticar a postura do Galo:

- Acho que o Atlético deveria respeitar a vontade dele. Percebo que queiram ganhar mais dinheiro, mas o jogador não pode ser só um boneco. Ele deu muito ao Atlético, quer ir para o Porto, deveriam tentar chegar a um acordo.

Apesar de ser classificado pelo próprio Bernard como um interesse separado na negociação do jogador, o pai do camisa 11 deu uma declaração forte ao site português 'MaisFutebol', na tarde desta terça-feira, ao dizer que o Atlético-MG estaria 'forçando a barra' para o jovem apoiador assinar com o Shakhtar.

- Em momento algum o Shakhtar passou pela nossa cabeça. Ele não quer. É o clube (Atlético) que está forçando. Vamos ver. Tem que ficar tudo resolvido esta semana - disse Délio Duarte, ao site.

E a declaração veio logo depois de o presidente Alexandre Kalil confirmar a aproximação de um acerto com o clube ucraniano e deixar nas mãos do jogador a decisão de ir para o leste europeu ou rejeitar a proposta, que encaminharia cerca de 23 milhões de euros para os cofres alvinegros.

Na cabeça de Délio, o Porto é o melhor caminho para o filho, mas o Galo não recebeu nenhuma oferta de papel timbrado dos portugueses. E Bernard, inclusive, deixou a entender que o Shakhtar seria uma escolha prejudicial em termos de visibilidade e continuidade na Seleção Brasileira de Felipão.

O atleta confirmou o interesse do Porto e seu pai, agora, quer que a diretoria do Dragão entre diretamente em contato com o Galo para resolver a situação.

- Se o Porto quer mesmo o Bernard, como parece, talvez fosse melhor o presidente ou alguém importante entrar em contato direto com o Atlético-MG. Talvez assim ajudasse a desbloquear e a vontade do Bernard pudesse ser cumprida - afirmou o pai de Bernard, que voltou a criticar a postura do Galo:

- Acho que o Atlético deveria respeitar a vontade dele. Percebo que queiram ganhar mais dinheiro, mas o jogador não pode ser só um boneco. Ele deu muito ao Atlético, quer ir para o Porto, deveriam tentar chegar a um acordo.