icons.title signature.placeholder Alexandre Braz e Luiz Gustavo Moreira
01/11/2013
17:19

O técnico Oswaldo de Oliveira reconheceu, em entrevista coletiva, concedida nesta sexta-feira, no Engenhão, que Lodeiro está abatido, após ter perdido a posição de titular na equipe do Botafogo antes do jogo contra o Atlético-MG, no último sábado. No entanto, o técnico - que vê a situação com normalidade - disse que o "problema" do jogador foi percebido pela comissão técnica e está sendo devidamente tratado.

Nos treinamentos durante a semana, Oswaldo manteve Lodeiro entre os reservas, preservando Gegê, que ganhou a vaga do uruguaio entre os titulares. O jovem - revelação das divisões de base do Botafogo - estava muito bem, segundo Oswaldo, e por isso devia ser mantido no time. Entretanto, o treinador acredita que em breve Lodeiro dará a volta por cima.

- Ele está sim um pouco abatido. É natural que isso aconteça quando um jogador perde a posição. Mas o Lodeiro não é de se entregar e tem demonstrado vontade de reconquistar o seu espaço. Nem achei que estivesse tão mal, foi o Gegê que entrou bem, mais descansado - disse Oswaldo.

No Botafogo desde julho do ano passado, Lodeiro é sempre convocado para a seleção do Uruguai, coisa que Oswaldo acredita fazer o jogador perder rendimento quando volta ao clube.

- As convocações alteram o comportamento dele no campo quando volta. Por isso, momentaneamente, o Gegê conseguiu ultrapassá-lo. Mas ele não é uma peça de automóvel, que você troca. São seres humanos, que oscilam. Minha função é ver quem está melhor e utilizá-los - disse.

Na reta final do Campeonato Brasileiro, Lodeiro ainda perderá mais dois jogos do Botafogo. Ele está convocado para o jogo contra a Jordânia, pela repescagem da Copa do Mundo de 2014. Os confrontos a serem realizados nos dias 13 e 20 de novembro. Com isso, o uruguaio perderá os jogos com Portuguesa e Atlético-PR, ambos no Maracanã.

Apesar da atual situação no time, Lodeiro é um dos principais destaques do clube na temporada. Em 46 jogos em 2013, ele marcou 13 gols, mesmo número de Seedorf, e é o segundo maior artilheiro da equipe no ano. Além disso, deu nove passes para gols dos companheiros.

Com o destaque no Botafogo, o meia recebeu propostas de alguns clubes europeus, entre eles o Milan (ITA). A última investida dos europeus veio de um clube russo, mas o jogador recusou a oferta.