icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/12/2013
20:37

Apesar de dificilmente permanecer no Botafogo para a próxima temporada, uma classificação à Libertadores pode mudar os rumos de Oswaldo de Oliveira, que tem conversas adiantadas com o Santos e propostas tentadoras do futebol asiático. Porém, a um jogo de definir o futuro do clube, o treinador expôs que gostaria de disputar a principal competição continental pelo Glorioso.

- Seria muito importante. Já joguei a Libertadores algumas vezes. É uma competição especial aqui no continente, todos no Botafogo e na torcida pensam nisso. Está todo mundo muito ligado nisso. Estou contagiado com esse ambiente - disse Oswaldo, que fez uma análise do desempenho da equipe durante o Brasileiro. De acordo com o treinador, a situação deveria ser mais tranquila. Mesmo assim, o comandante diz que não será surpresa uma classificação do Alvinegro à Libertadores.

- Infelizmente perdemos pontos que nesse momento nos dariam uma tranquilidade muito grande, mas por outro lado vimos uma grande alternância nos resultados das partidas. Não é nada especial se os nossos adversários (Atlético-PR e Goiás) não conseguirem e nós tivermos sucesso. Nós aqui no Botafogo estamos vivendo isso com otimismo pelo momento que cada clube envolvido está vivendo. Há um envolvimento muito grande, motivação de todos os lados - afirmou Oswaldo de Oliveira.

O Botafogo tem 58 pontos e está na quinta colocação do Campeonato Brasileiro. O time enfrenta o Criciúma, neste domingo, às 17h, no Maracanã. Para chegar à Libertadores, precisa vencer e torcer para o Atlético-PR perder para o Vasco, em Joinville, e para o Goiás não vencer o Santos, no Serra Dourada. Caso apenas um dos adversários tropece, o time dependerá da derrota da Ponte Preta para o Lanús, na decisão da Sul-Americana. O jogo de ida, no Pacaembu, terminou 1 a 1, e a volta será disputada nesta quarta-feira, no "La Fortaleza".