icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/04/2014
08:31

A vitória por 3 a 0 diante do Mixto-MT, nesta quarta-feira, garantiu o Santos na segunda fase da Copa do Brasil, e também serviu para abrir novas dúvidas no time do técnico Oswaldo de Oliveira. Diante do rival mato-grossense, os principais destaques do Peixe foram Lucas Lima e Gabriel, que não terminaram o Paulistão como titulares e só ganharam espaço em função dos vários desfalques para o compromisso - Cícero, Rildo e Leandro Damião se lesionaram na decisão estadual e não atuaram na Vila Belmiro.

Apesar das boas atuações de Lucas Lima, que entrou no início do segundo tempo para aumentar a criatividade da equipe, e de Gabriel, que marcou dois dos três gols da vitória, o comandante alvinegro não garantiu espaço para nenhum dos dois no time titular que entra em campo domingo, contra o Sport, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. 

- Chances para jogar no time do Santos estão abertas para aqueles que merecerem. A competição é grande e o Lucas Lima vem se saindo muito bem. Dentro da necessidade, vai voltar a ser utilizado - apontou Oswaldo de Oliveira, que não vinha relacionando o meia ex-Inter nas últimas rodadas do Paulistão.

Sobre Gabigol, o treinador mantém o mesmo discurso de estimular a competitividade do elenco. Quanto à disputa por espaço com Leandro Damião no setor ofensivo, o treinador disse que considera a possibilidade de os dois atuarem lado a lado.

- Eu não sou capaz de adivinhar nada. Eles vão continuar jogando, e a pressão no futebol é sempre assim. Não posso antecipar nada, porque quando cheguei aqui o Gabriel era jogador de lado de campo, o Leandro Damião não estava em condições legais de participar, e tivemos que modificar o posicionamento do Gabriel. Ele fez gols, agradou, depois oscilou como qualquer garoto de 17 anos. Agora vamos observar - avisou.