icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
26/02/2015
14:18

Restando quatro jogos para o encerramento do returno da Superliga feminina de vôlei 2014/2015, a oposto Ivna, do Molico/Nestlé (SP) entra em contagem regressiva para atingir a marca dos 1.000 pontos de ataque na competição. Para isso, a jogadora precisa acertar 31 bolas.

O próximo compromisso da equipe será nesta sexta-feira (27/2), quando receberá o Dentil/Praia Clube (MG), às 21h30, em Osasco. Depois do time mineiro, o Molico/Nestlé enfrentará o Sesi-SP, no dia 6 de março, o Rexona-Ades (RJ), no dia 10, e o São José dos Campos (SP), no dia 13.

- O ataque é o meu ponto forte, mas ajudo na defesa e no passe também. Se Deus quiser terei a oportunidade de atingir a marca dos 1.000 pontos e ultrapassá-la - disse Ivna.

Desde a entorse no tornozelo direito, sofrida durante o Campeonato Sul-Americano de Clubes, no início do mês, a oposto não esteve mais entre as titulares da equipe paulista, mas disse entender a decisão do técnico Luizomar e diz que está brigando para voltar ao time titular.

- O Luizomar é o técnico e respeito as decisões dele. Treino todos os dias para ser titular e campeã - afirma a atleta.

No último jogo, contra o Pinheiros, Ivna começou o jogo no banco, mas foi decisiva para a vitória do Molico/Nestlé. A oposto entrou no terceiro set, quando o time perdia por 2 a 0, e teve uma participação significativa na vitória, de virada, por 3 a 2.

- Consegui fazer bem o meu trabalho, juntamente com o grupo, e vencemos os três sets seguintes, virando o jogo e conquistando a vitória para somar pontos importantes.

De acordo com os dados da SC Consultoria, responsável pelas estatísticas da Confederação Brasileira de Voleibol, Ivna começou esta Superliga com 808 pontos de ataque, e já marcou, na atual temporada, 161 vezes até a partida contra o Pinheiros.

Esta, inclusive, já é a segunda melhor temporada de Ivna na competição. Ela soma 197 pontos - na Superliga 2013/2014 ela marcou 368 vezes pelo Sesi-SP.

- Como atleta procuro me preparar para estar no meu mais alto nível constantemente. Acho que os números refletem a dedicação ao meu trabalho e a proximidade das pontuações entre as temporadas mostra a regularidade com que tenho me preparado e estou competindo. Mas quero melhorar meus números. Podem esperar dedicação e foco - completou Ivna.