icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci e Thiago Perdigão
18/11/2014
07:03

Quase um ano depois da contratação de Leandro Damião por R$ 42 milhões, o presidente do Santos, Odílio Rodrigues, segue convicto de que fez um bom negócio. Para ele, o atacante vai superar a má fase vivida e retomar os bom futebol apresentado no início da carreira, no Internacional.

Para defender o Damião, Odílio citou Henrique, atacante do Palmeiras, que é o artilheiro do Brasileirão com 15 gols marcados.

- Não vejo a contratação do Damião como um erro. Eu esperava que o resultado dele não tivesse que passar por essa fase, que com certeza ele vai superar. É difícil você ver um goleador num momento ruim sempre assim. O Henrique, por exemplo, é artilheiro do Brasileiro e passou pelo Santos sem fazer gols. Os atacantes têm essas fases. Ele vai voltar a jogar, a fazer gols, pois sabe jogar e não desaprendeu. Aí o Santos vai perceber que fez um bom negócio - comentou.

Odílio não concorda que o valor da operação, financiado pelo fundo maltês Doyen Sports, tenha sido exagerado. Ele acredita que o Peixe pode recuperar o valor investido.

O dirigente alvinegro ainda revelou que o Peixe cogitou contratar Walter, ex-atacante do Goiás, que acabou indo para o Fluminense.

- O valor sempre gera uma cobrança. Mas vale lembrar que o Internacional teve propostas de até 20 milhões de euros pelo Damião e recusou. Quando compramos por 13 milhões ele estava na baixa. Não posso me arrepender do negócio, porque quando ele voltar a fazer gols vai valer mais do que pagamos. Na época, tínhamos duas opções: o Walter ou ele, optamos pelo Damião - concluiu.