icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
00:34

Rafael Marques foi decisivo na vitória do Palmeiras sobre o Cruzeiro por 2 a 1. Iniciando a partida no banco de reservas, o jogador marcou o gol da vitória alviverde no Allianz Parque, igualando Cristaldo na artilharia do Verdão neste ano, com 13 tentos marcados. O triunfo faz com que os palmeirenses tenham vantagem de empatar no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, mas não é o que deseja o camisa 18.

- O ruim foi o gol que tomamos. Qualquer vantagem é boa, porém não podemos querer ir jogar lá pelo empate, a gente tem que ir com o intuito de vencer. Mas a gente pode fazer igual eles fizeram aqui, marcar gols lá. Temos que saber usar essa vantagem no Mineirão, mas iremos lá para vencer - disse.

Regularmente titular do Palmeiras no ano, Rafael Marques iniciou o duelo com o Cruzeiro como suplente. A explicação foi de que o jogador estaria sendo poupado por conta de desgaste. Na saída do gramado, o palmeirense negou estar em seu limite físico, mas diz entender o rodízio de Marcelo Oliveira.

- Não falo limite físico, eu estou bem. Mas a posição que eu jogo dentro de campo desgasta muito. Normal sentir, já senti as vezes. Marcelo optou hoje por isso, conversou comigo, até porque a gente tem também jogadores que pode cumprir essa posição muito bem. Falei isso no começo do ano, que nosso grupo é forte. Então mais do que normal as vezes o Marcelo tirar uma peça ou outra pra recuperar - argumentou.

Com a vitória por 2 a 1, o Palmeiras pode empatar com o Cruzeiro na próxima quarta-feira, no Mineirão, às 22h, que passa para as quartas de final da Copa do Brasil. Em caso de uma vitória da Raposa pelo mesmo placar do Allianz, a decisão vai para os pênaltis. O Cruzeiro passa se fizer 1 a 0.


Rafael Marques foi decisivo na vitória do Palmeiras sobre o Cruzeiro por 2 a 1. Iniciando a partida no banco de reservas, o jogador marcou o gol da vitória alviverde no Allianz Parque, igualando Cristaldo na artilharia do Verdão neste ano, com 13 tentos marcados. O triunfo faz com que os palmeirenses tenham vantagem de empatar no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, mas não é o que deseja o camisa 18.

- O ruim foi o gol que tomamos. Qualquer vantagem é boa, porém não podemos querer ir jogar lá pelo empate, a gente tem que ir com o intuito de vencer. Mas a gente pode fazer igual eles fizeram aqui, marcar gols lá. Temos que saber usar essa vantagem no Mineirão, mas iremos lá para vencer - disse.

Regularmente titular do Palmeiras no ano, Rafael Marques iniciou o duelo com o Cruzeiro como suplente. A explicação foi de que o jogador estaria sendo poupado por conta de desgaste. Na saída do gramado, o palmeirense negou estar em seu limite físico, mas diz entender o rodízio de Marcelo Oliveira.

- Não falo limite físico, eu estou bem. Mas a posição que eu jogo dentro de campo desgasta muito. Normal sentir, já senti as vezes. Marcelo optou hoje por isso, conversou comigo, até porque a gente tem também jogadores que pode cumprir essa posição muito bem. Falei isso no começo do ano, que nosso grupo é forte. Então mais do que normal as vezes o Marcelo tirar uma peça ou outra pra recuperar - argumentou.

Com a vitória por 2 a 1, o Palmeiras pode empatar com o Cruzeiro na próxima quarta-feira, no Mineirão, às 22h, que passa para as quartas de final da Copa do Brasil. Em caso de uma vitória da Raposa pelo mesmo placar do Allianz, a decisão vai para os pênaltis. O Cruzeiro passa se fizer 1 a 0.