icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2013
07:00

A entrevista coletiva de Bernard, na última segunda-feira, foi em tom de despedida. O jogador revelou que o duelo contra o Atlético-PR, nesta quarta, pode ser seu último jogo pelo Galo. Mas, no fim, ele traçou uma possibilidade que seria o cenário perfeito para sua saída do clube: deixar o Galo após o Mundial.

Há um esforço grande dentro do Alvinegro de não perder peças para o torneio em Marrocos. Mas, no caso de Bernard, que é um alvo antigo do mercado europeu, seria necessário repetir a manobra que o São Paulo fez com Lucas, ao vendê-lo para o PSG e só liberá-lo seis meses depois, quando o mesmo venceu a Copa Sul-Americana.

- A gente está estudando essa possibilidade, tudo que está acontencendo, que chegou ao Atlético, para mim e para os meus empresários. Nem queira ir, caso apareça essa oportunidade, poder assinar e ir ao Mundial é superimportante. Porque quero disputar o Mundial, ganhar o Mundial pelo Atlético. Então é esperar a resolver o mais rápido isso tudo - disse o jogador.

Por enquanto, o Galo evita falar sobre o assunto e, recentemente, o diretor de futebol do clube, Eduardo Maluf, negou que o Atlético tenha recebido uma proposta concreta pelo atleta. Há, neste momento, dois destinos fortes para o meia-atacante: Porto ou Shakhtar, sendo que o clube português é de preferência do pai do camisa 11.

Para Bernard, falar de seu futuro se tornou um assunto tão recorrente quando desgastante. Ele pretende finalizar essa 'novela chata' de uma forma rápida e sem prejudicar sua imagem junto ao Galo.

- Quero resolver isso o mais rápido possível, essa novela já está ficando chata. Ter de acordar e falar sobre esse assunto. Situação chata. Então é resolver o mais rápido possível e diante da possibilidade, lógico que quero ficar.

A entrevista coletiva de Bernard, na última segunda-feira, foi em tom de despedida. O jogador revelou que o duelo contra o Atlético-PR, nesta quarta, pode ser seu último jogo pelo Galo. Mas, no fim, ele traçou uma possibilidade que seria o cenário perfeito para sua saída do clube: deixar o Galo após o Mundial.

Há um esforço grande dentro do Alvinegro de não perder peças para o torneio em Marrocos. Mas, no caso de Bernard, que é um alvo antigo do mercado europeu, seria necessário repetir a manobra que o São Paulo fez com Lucas, ao vendê-lo para o PSG e só liberá-lo seis meses depois, quando o mesmo venceu a Copa Sul-Americana.

- A gente está estudando essa possibilidade, tudo que está acontencendo, que chegou ao Atlético, para mim e para os meus empresários. Nem queira ir, caso apareça essa oportunidade, poder assinar e ir ao Mundial é superimportante. Porque quero disputar o Mundial, ganhar o Mundial pelo Atlético. Então é esperar a resolver o mais rápido isso tudo - disse o jogador.

Por enquanto, o Galo evita falar sobre o assunto e, recentemente, o diretor de futebol do clube, Eduardo Maluf, negou que o Atlético tenha recebido uma proposta concreta pelo atleta. Há, neste momento, dois destinos fortes para o meia-atacante: Porto ou Shakhtar, sendo que o clube português é de preferência do pai do camisa 11.

Para Bernard, falar de seu futuro se tornou um assunto tão recorrente quando desgastante. Ele pretende finalizar essa 'novela chata' de uma forma rápida e sem prejudicar sua imagem junto ao Galo.

- Quero resolver isso o mais rápido possível, essa novela já está ficando chata. Ter de acordar e falar sobre esse assunto. Situação chata. Então é resolver o mais rápido possível e diante da possibilidade, lógico que quero ficar.