icons.title signature.placeholder Daniela Caravaggi e Rafael Bullara
03/06/2014
07:31

O técnico Muricy Ramalho parece ter a fórmula para aproveitar a pausa no Campeonato Brasileiro e fazer os ajustes necessários em sua equipe no período. Pelo menos em 2006 e 2010, quando estava no comando do São Paulo e Fluminense, respectivamente, os times deslancharam na volta da paralisação para a Copa do Mundo e foram campeões do Nacional.

Nesta temporada, o Tricolor paulista ocupa a quarta colocação do Brasileirão, com 16 pontos somados em nove jogos. No ano da Copa da Alemanha, dez rodadas foram disputadas, e quando houve a parada, o São Paulo era o terceiro da tabela, com 20 pontos.

Na volta, a equipe de Muricy venceu as suas duas primeiras partidas, assumiu a liderança na 12ª rodada e não saiu mais do topo. Foram apenas duas derrotas no período depois do Mundial daquele ano.

Aquele elenco contava com Rogério Ceni e Denilson, presentes também no grupo deste ano.

Para a sequência da temporada de 2014, Muricy Ramalho está com o time praticamente fechado. Primeiro contratado da gestão de Carlos Miguel Aidar, o atacante Alan Kardec reforça a equipe tricolor depois da Copa do Mundo. Por outro lado, a defesa preocupa bastante e virou prioridade da diretoria.

Além da possível volta de Rafael Toloi, o nome de Diego Lugano ganhou força e é pedido pela torcida. O uruguaio chegou a entrar em campo no Brasileirão de 2006 pelo Tricolor, mas em agosto foi vendido para o Fenerbahçe (TUR). Esse ano, ele teve seu contrato encerrado com o West Bromwich (ING) e disputará a Copa sem clube.

Enquanto os dirigentes procuram por um defensor, os jogadores curtem férias antes da viagem para os Estados Unidos. Na volta do Brasileirão, a expectativa é para que Muricy repita o passado vencedor.