icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
13/03/2014
11:08

Quase dois anos após o fim da Olimpíada de Londres-2012, os medalhistas olímpicos do boxe masculino, Esquiva e Yamaguchi Falcão, se profissionalizaram e já não fazem mais parte da Seleção Brasileira. Preocupação para os Jogos Sul-Americanos do Chile? Não muita. Afinal, Robson Conceição, na categoria até 60kg, assumiu bem o papel de principal boxeador da equipe.

Vice-campeão mundial no ano passado, o lutador conseguiu um resultado que nem mesmo os irmãos Falcão tinham atingido. O bom desempenho fez ele ser contratado pelo Italia Thunder, da Liga Mundial de Boxe (WSB) ainda em 2013. Em três combates, são três vitórias.

Com a boa fase, a medalha de ouro nos Jogos é uma obrigação?

- Obrigação, acho que não tenho. Treino para buscar essa medalha de ouro. Mas para isso, preciso fazer boas lutas e lutar bem - explicou o boxeador ao LANCE!Net.

Conceição vai disputar pela primeira vez na carreira os Jogos. E sabe tem a noção de que é o principal boxeador olímpico nacional da atualidade. Mesmo assim, mantém a tranquilidade e simplicidade. Sempre anda com toda a delegação no hotel do time brasileiro em Santiago.

- Continua tudo na mesma. Não mudou nada ­- resumiu.

Então, que uma mudança venha agora. Com o ouro nos Jogos Sul-Americanos.

*O repórter viaja a convite do COB