icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
01/07/2014
17:19

O desconhecido australiano, filho de um pai grego e uma mãe malaia, fez história na tarde desta terça-feira. Nick Kyrgios, de apenas 19 anos e somente o 144º no ranking da ATP, eliminou o número 1 do mundo, Rafael Nadal, nas oitavas de final de Wimbledon.

Uma surpresa, é claro, mas Kyrgios não é completamente alheio aos grandes feitos. Aos 18 anos, o australiano se sagrou campeão do Aberto da Austrália Júnior, em 2013, alcançando o primeiro lugar do ranking de tênis da categoria.

Seu retrospecto não deixa a desejar e Nick já conquistou outros dois Grand Slams Júnior, nas duplas, em Wimbledon (2013 e 2012) e Roland Garros (2012), além de outros nove torneios juniores.

Sua carreira no profissional conta com poucas partidas, mas três títulos: os Challenger de Sarasota (EUA), Savannah (EUA) e Nottingham (GBR), todos em 2014.

Kyrgios também participou de três Grand Slams profissionais, caindo na primeira rodada no Aberto dos Estados Unidos de 2013 para o espanhol David Ferrer (5º), e em Roland Garros para o canadense Milos Raonic (9º), além de ser eliminado na segunda rodada do Aberto da Austrália, pelo francês Benoit Paire (79º).

Alcançar as quartas de final de Wimbledon já é o maior feito da carreira do jovem ex-jogador de basquete, que somente aos 14 anos decidiu focar somente no tênis, esporte que pratica desde os 7 anos de idade.

Com a vitória sobre Nadal, o australiano, que ocupava a 144ª colocação no ranking mundial, subiu incríveis 78 posições e, agora, é o número 66 do mundo. Caso vença a próxima partida, contra Raonic, se tornará o número 35. Nada mal para o jovem de 19 anos que, hoje, alcançou o topo do mundo.