icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
11/06/2014
13:54

Nesta quinta-feira, o mundo dos esportes voltará suas atenções para o início da Copa do Mundo do Brasil. A Seleção Brasileira estreia no maior evento esportivo do planeta contra a Croácia, em São Paulo, no estádio do Itaquerão. Se o foco maior será em cima dos donos da casa, um jogador em especial carrega nas costas grande parte da esperança brasileira rumo ao Hexa, aos 22 anos: Neymar. E se engana quem pensa que o maior astro do futebol brasileiro na atualidade é referência apenas para quem sonha em se tornar jogador. O atleta é também exemplo dentro do MMA, em especial para um jovem de 23 anos.

O atleta do Team Nogueira Sheymon Da Silva Moraes enxerga em Neymar Da Silva Santos Junior um exemplo a ser seguido. E não só por conta do destaque e dos feitos do jogador, mas também pela quantidade de semelhanças que sua carreira tem em comum com a do paulista. A primeira delas está no nome, percebeu? Ambos carregam o sobrenome "Da Silva".

E não para por aí. Assim como o jogador, Sheymon tem sua carreira gerenciada pelo próprio pai. Rogério Carvalho de Moraes faz com o lutador um trabalho parecido com o que Seu Neymar desempenha junto ao filho, acompanhando de perto os passos do atleta e cuidando de seus contratos. Se não bastasse tudo isso, o lutador é classificado como a maior promessa do Brasil no MMA pelo líder de sua equipe, a Team Nogueira: Rodrigo Minotauro. Por outro lado, Neymar é a maior esperança da Seleção Brasileira na Copa do Mundo.   

- Nossa história é bem parecida. O Minotauro e o Anderson Silva falam que, por essas semelhanças, eu sou o Neymar do MMA (risos). Meu pai sempre está aqui comigo, cuidando de tudo. E é o que o pai do Neymar também faz. Também sou um cara bem família. Me espelho no Neymar, pois ele é um fenômeno do esporte, tem muita ousadia e alegria jogando bola. Acho que é isso que as pessoas veem quando luto. Sou ousado e tenho alegria no que faço. Essa semelhança faz com que me chamem de "Neymar do MMA". Mas quero ser conhecido no futuro como o "Sheymon do MMA" mesmo (risos). Sou fã do Neymar por ele jogar muita bola. Mas quero ser reconhecido como Sheymon, conquistar meu espaço, assim como ele conquistou o dele - declarou o lutador, em visita do L!Net ao Team Nogueira.

Contrato com exterior também é caminho parecido
Depois de construir um cartel perfeito de seis vitórias em seis lutas no MMA e despontar como um dos maiores nomes em território nacional, Sheymon tomou o mesmo caminho de Neymar: assinou contrato para trabalhar fora do Brasil. Isso por que depois de se destacar em solo brasileiro, o atleta é o novo contratado do WSOF (World Series of Fighting), um dos maiores eventos do mundo. Assim como Neymar tem feito pelo Barcelona, o lutador espera mostrar seu trabalho também diante de outro nível de competição.

Sheymon veste a camisa de Neymar no octógono (FOTO: Pedro Marques/Divulgação)

- Estou feliz demais por esse grande passo na minha carreira. Tenho certeza de que vou chegar e ser campeão. Quero mudar o conceito do MMA. Vou mostrar muita ousadia e alegria. O que o Neymar faz dentro de campo, vou fazer no cage. Quero surpreender todo mundo. Vou usar bastante agressividade, joelho, cotovelo... Vou dar um grande show. O público vai gostar do meu trabalho - afirmou.

Mas ao contrário da maioria, Sheymon prefere ficar longe do Brasil durante a Copa do Mundo. Focado em seu sonho de brilhar no exterior, o lutador passará alguns meses na Tailândia para afiar seu jogo de muay thai.

- Vou para a Tailândia dar início ao meu camp. A Copa do Mundo vai agitar muito o Brasil, o país vai ficar direcionado só ao futebol, e como não quero perder meu foco, vou para lá aprimorar minha arte. Vou deixar o muay thai afiado para continuar sendo meu diferencial no WSOF - finalizou.